segunda-feira, abril 15

PSDB discute rumos para eleições de 2024 em meio a tensões internas

Evento do PSDB de Pernambuco revela ausência significativa e levanta questionamentos sobre fidelidade partidária.

Na sede do PSDB de Pernambuco o presidente nacional Marcone Perillo fez declarações enaltecendo Raquel Lyra. Foto: Júnior Soares
Na sede do PSDB de Pernambuco o presidente nacional Marcone Perillo fez declarações enaltecendo Raquel Lyra. Foto: Júnior Soares

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) reuniu-se hoje para esclarecer sua estratégia nas eleições de 2024. No entanto, um vazio na sala chamou atenção: a cadeira vazia de Álvaro Porto, deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco. Sua ausência não passou despercebida, especialmente devido às controvérsias recentes envolvendo-o e a governadora Raquel Lyra, ambos membros do partido.

Marconi Perillo, presidente do PSDB, abordou a situação do parlamentar, enfatizando as ações recentes que incluíram a filiação de sua esposa, Sandra Paes, ao Republicanos. “É lamentável esse tipo de atitude, independentemente da posição do afiliado. Isso é, no mínimo, deslealdade partidária e falta de respeito ao partido e ao fundo eleitoral que o apoiou. Estou pedindo ao presidente Bruno, que mantém uma relação respeitosa com todos aqui, que nos ajude a encontrar uma solução apropriada”, declarou Perillo.

Quando questionado sobre a possibilidade de expulsão de Álvaro Porto do partido, Marconi respondeu: “Depende da situação, se houver violação estatutária e clara falta de fidelidade partidária.”

📲Siga o canal “Fala News” no WhatsApp

A coletiva de imprensa contou com a presença de figuras proeminentes, incluindo Marconi Perillo, ex-governador e presidente Nacional do PSDB, João Lyra, ex-governador e pai da governadora de Pernambuco, Raquel Lyra, além do secretário de Turismo e Lazer Daniel Coelho, os deputados estaduais Izaías Régis e Débora Almeida, o ex-deputado federal e ex-presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, o prefeito de Caruaru, Rodrigo Pinheiro, e o deputado estadual pelo PSB Franz Hacker.

📲Siga nosso perfil no Instagram

A ausência de Álvaro Porto adicionou um elemento de tensão a um evento que pretendia ser uma plataforma de unidade partidária e definição de estratégias para as próximas eleições. A situação evidencia desafios internos que o PSDB precisa enfrentar enquanto busca consolidar sua posição e coesão antes do pleito de outubro. 🗳️✒️🇧🇷

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *