domingo, julho 21

Álvaro Porto, decide não filiar candidatos ao PSDB

Presidente da Assembleia Legislativa, Álvaro Porto, discorda da escolha do novo líder do PSDB e opta por manter independência política de seu grupo.

Presidente da Alepe Álvaro Porto ao lado da governadora Raquel Lyra ambos do PSDB. Foto - Divulgação
Presidente da Alepe Álvaro Porto ao lado da governadora Raquel Lyra ambos do PSDB. Foto – Divulgação

Na noite desta sexta-feira, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Álvaro Porto, surpreendeu ao informar à governadora Raquel Lyra sua decisão de não filiar ao PSDB os mais de 15 candidatos a prefeito com reais chances de vitória que integram seu grupo político e disputarão as eleições de 2024.

Álvaro, que inicialmente manifestou interesse em concorrer à presidência do partido, expressou descontentamento com a escolha do empresário Fred Loyo para o cargo, realizada sem consulta à bancada na Alepe, da qual fazem parte também os deputados Débora Almeida e Izaías Régis. “Não fomos chamados para discutir o assunto, mas para ouvir uma comunicação”, afirmou o presidente da Alepe a um colega.

A tensão na reunião que definiu o novo presidente do PSDB foi evidenciada pelos problemas de relacionamento entre Álvaro e Raquel. O desejo do presidente era que a governadora não apenas ouvisse a bancada, mas também escolhesse um dos integrantes para liderar o partido, considerando a ausência de deputados federais do PSDB no estado.

📲Siga o canal “Fala News” no WhatsApp

Nos corredores da Assembleia, comenta-se que Álvaro é decidido em suas posições e dificilmente voltará atrás na escolha de manter seus candidatos independentes do PSDB. Em conversa com a bancada, Raquel explicou seu afastamento da presidência do partido, indicando a falta de tempo para cuidar da legenda como deveria. O presidente rebateu, assegurando ter disponibilidade para alavancar o crescimento do partido no estado.

A fonte tucana confirma que a reunião foi marcada por tensões e evidencia a divisão interna no partido. A governadora, embora tenha anunciado o afastamento, não especificou quando isso ocorrerá, considerando que seu mandato vai até abril. Álvaro, por sua vez, já sinaliza que manterá sua posição, ressaltando a importância de uma liderança comprometida com o crescimento do PSDB em Pernambuco.

A decisão de Álvaro Porto de manter seus candidatos fora do PSDB reflete não apenas a discordância na escolha do novo presidente do partido, mas também o desejo de preservar a autonomia e a identidade política de seu grupo. O cenário político estadual se mantém dinâmico, com desdobramentos que prometem impactar as eleições de 2024.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *