sexta-feira, abril 19

Professor é preso por assédio a alunas em Escola de Pernambuco

Polícia Civil de Petrolina detém suspeito de importunação sexual na Escola Jesuíno Antônio D’Ávila.

Polícia Civil
Foto: Reprodução
Na última segunda-feira, 25 de setembro, a Polícia Civil de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, prendeu em flagrante um homem de 52 anos, que foi autuado por importunação sexual. O suspeito, identificado como professor da Escola Jesuíno Antônio D’Ávila, localizada no bairro João de Deus, teria assediado diversas alunas da instituição.
Os familiares das estudantes não hesitaram em prestar queixa na Delegacia da Mulher de Petrolina, o que levou à prisão do suspeito. Após sua detenção, ele foi encaminhado à delegacia para os procedimentos legais, incluindo uma audiência de custódia realizada no mesmo dia da prisão, quando o homem foi liberado.
A Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE) emitiu uma nota oficial, informando que a gestão da Escola de Referência em Ensino Fundamental e Médio (Erefem) Jesuíno Antônio D’Ávila está acompanhando o suposto caso de assédio. No próprio dia do ocorrido, as estudantes e a gestora da escola compareceram à delegacia para prestar depoimento.
A SEE reforçou seu compromisso com a segurança e o bem-estar da comunidade escolar, declarando que repudia qualquer atitude que configure crime. Nesta terça-feira, 26 de setembro, a Gerência Regional de Educação (GRE) Sertão do Médio São Francisco enviou um analista de direito e uma psicóloga para ouvir as estudantes e a gestão da escola, disponibilizando a unidade de ensino para colaborar plenamente com as investigações conduzidas pela Polícia Civil.
Este incidente ressalta a importância da proteção e segurança dos estudantes nas instituições de ensino e a determinação das autoridades em tomar medidas imediatas diante de alegações de assédio. A comunidade escolar agora aguarda o desenrolar das investigações para garantir que a justiça seja feita e que os alunos possam continuar seu aprendizado em um ambiente seguro e protegido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *