domingo, fevereiro 25

Negligência e imprudência causam morte de Marília Mendonça e mais quatro em acidente aéreo

Polícia Civil de Minas Gerais conclui investigação apontando homicídio culposo dos pilotos como causa principal.

Marília Mendonça
Foto: Youtube/Wikimedia/Commons
A Polícia Civil de Minas Gerais encerrou as investigações sobre o trágico acidente aéreo ocorrido em 5 de novembro de 2021, que resultou na morte da renomada cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas. Segundo as autoridades, a negligência e a imprudência por parte do piloto e do copiloto da aeronave Beech Aircraft foram as principais causas da tragédia.
A aeronave, que transportava a cantora e sua equipe, caiu abruptamente momentos antes do pouso, em uma área próxima a uma cachoeira no distrito de Piedade de Caratinga, no município de Caratinga, Minas Gerais.
Para chegar a essa conclusão, a Polícia Civil descartou diversas outras hipóteses que poderiam ter motivado o acidente. O laudo emitido pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) não identificou qualquer problema técnico na aeronave. Além disso, o Instituto Médico Legal não encontrou indícios de problemas de saúde nos pilotos, eliminando a possibilidade de um mal súbito ter contribuído para o desastre. Também foi descartada a suspeita de atentado.
No dia do acidente, a aeronave colidiu com uma torre de transmissão de energia que não possuía sinalização adequada. A Polícia Civil esclareceu que a sinalização não era obrigatória devido à altura das torres e à distância em relação à zona de proteção do aeroporto.
O delegado de Caratinga, Ivan Lopes, responsável pela investigação, ressaltou que os manuais da aeronave estipulavam que os pilotos deveriam realizar uma análise prévia da proximidade de morros e antenas. “Era um dever de quem comandava a aeronave ter feito essa análise prévia”, afirmou Lopes. Ele acrescentou que cartas aeronáuticas estavam disponíveis para que os pilotos pudessem identificar as torres na região.
Embora tenha ficado evidenciada a prática de homicídio culposo por parte dos pilotos da aeronave, o inquérito foi arquivado devido ao falecimento dos dois no próprio acidente. A tragédia deixou o país consternado e provocou uma reflexão sobre a importância da segurança na aviação. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *