sexta-feira, fevereiro 23

Preço da Gasolina fica mais barato e diesel mais caro com novo reajuste

Preço entra em vigor no sábado; Gasolina terá redução de R$ 0,12 por litro, enquanto diesel aumentará R$ 0,25.

Preço da Gasolina fica mais barato e diesel mais caro com novo reajuste. Foto: REUTERS/Adriano Machado
Preço da Gasolina fica mais barato e diesel mais caro com novo reajuste. Foto: REUTERS/Adriano Machado

Preço – A Petrobras divulgou hoje, quinta-feira (19). Um ajuste nos valores dos combustíveis fornecidos às distribuidoras, com vigência a partir deste sábado (21). A medida visa manter a competitividade da empresa no mercado e evitar oscilações bruscas para o consumidor.

A gasolina, que compreende uma mistura de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro, será vendida, em média, a R$ 2,81 por litro. Representando uma economia de R$ 0,12 por litro para os motoristas. Já o diesel, composto por 88% de diesel A e 12% de biodiesel, terá seu preço aumentado em R$ 0,25 por litro, totalizando R$ 4,05 por litro.

No acumulado do ano, os preços da gasolina A e do diesel A para as distribuidoras registraram uma redução de R$ 0,27 por litro na gasolina e um aumento de R$ 0,44 por litro no diesel.

O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates. Afirmou que a estratégia comercial adotada pela empresa tem sido eficaz em manter a competitividade. E evitar repasses de volatilidade para o consumidor, destacando que, mesmo com os preços do petróleo mais altos neste ano. Os produtos da Petrobras apresentam reduções de preços.

A companhia justificou as alterações nos preços com base em diferentes movimentos de mercado e estratégia comercial. No caso da gasolina, o período de alta demanda global se encerra, resultando em maior disponibilidade e desvalorização do produto em relação ao petróleo.

Já o diesel continua com demanda global robusta, impulsionada por expectativas de aumento sazonal. O que eleva o seu valor diante do petróleo. A Petrobras, no entanto, assegurou seu compromisso em evitar o repasse de oscilações internacionais e da taxa de câmbio para o povo brasileiro. Ao mesmo tempo em que mantém a competitividade dentro dos parâmetros da legislação vigente.

As medidas buscam equilibrar o cenário do mercado de combustíveis. E garantir a estabilidade para os consumidores, uma parte essencial da estratégia da Petrobras na atual gestão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *