quinta-feira, abril 18

Mary Gouveia volta ao PL e busca reeleição em Escada

Prefeita Mary se realinha com antigos aliados e forma frente ampla para eleições municipais. Oposição se articula em torno de ex-prefeito.

Mary Gouveia retorna ao PL para disputar reeleição em Escada
Mary Gouveia retorna ao PL para disputar reeleição em Escada. Foto: Divulgação

A prefeita de Escada, Mary Gouveia, retomou sua filiação ao Partido Liberal no dia 10 de março, após uma breve saída em 2022 para apoiar o então candidato a governador do PSB, Danilo Cabral. Embora tenha sido cogitada sua migração para o PSB, devido à sua relação com o presidente estadual do partido, o deputado Sileno Guedes, a afinidade com o deputado federal André Ferreira e a parceria estabelecida entre Ferreiras e Gouveia em Escada pesaram mais, levando-a de volta à sua sigla de origem, na qual foi eleita em 2020.🏛️

A reeleição de Mary Gouveia contará com o apoio de uma ampla frente política, reunindo seis partidos: Democracia Cristã (DC), Partido Renovação Democrática (PRD), Agir (AGIR), Partido Socialista Brasileiro (PSB), Mobiliza (PMN) e o próprio Partido Liberal (PL). Esta coligação abrigará os pré-candidatos a vereadores que apoiam a atual gestão municipal, fortalecendo assim a base da prefeita para as próximas eleições.🗳️🤝

📲Siga o canal “Fala News” no WhatsApp

Além de Mary Gouveia, outro nome que deverá angariar apoio significativo é o do ex-prefeito Zé Alves, filiado ao Solidariedade (SD). Sua frente de apoio contará com o Solidariedade, PDT, Avante e Rede Sustentabilidade, esta última em federação com o PSOL. Esta configuração indica uma disputa acirrada entre duas frentes políticas bem articuladas no cenário local.🏙️

Por outro lado, Jadson Caetano, que recentemente se filiou ao PSDB a convite da governadora Raquel Lyra, enfrenta dificuldades para atrair apoio fora da sua federação com o Cidadania. Sua estratégia política pode se mostrar desafiadora diante da polarização entre as coligações lideradas por Gouveia e Zé Alves.

Klaus Lima, representante do Partido dos Trabalhadores (PT), conta apenas com o apoio da federação composta também pelo PCdoB e PV. Enquanto isso, Paulinho, recém-filiado ao Progressistas, busca consolidar apoio junto ao PSD do ministro André de Paula.

📲Siga nosso perfil no Instagram

No cenário atual de Escada, é importante notar que o Podemos, presidido por Elizabete Cavalcanti, esposa do ex-vice-prefeito Chico do Agrícola, mantém-se neutro, não declarando apoio a nenhum dos candidatos até o momento.

O contexto político da cidade promete uma eleição acirrada, com diferentes forças buscando consolidar suas bases e conquistar o apoio dos eleitores. A população de Escada, por sua vez, será fundamental na escolha do futuro gestor municipal, cabendo a ela analisar as propostas e trajetórias dos candidatos para tomar uma decisão consciente nas urnas. 🗳️

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *