domingo, julho 21

Yves Ribeiro deixa o MDB e ingressa no PT de Lula

Prefeito de Paulista, Yves Ribeiro, muda de sigla em busca de governabilidade e destaca apoio histórico ao PT, enquanto o MDB permanece na base.

Prefeito Yves Ribeiro com o presidente Lula. Foto - Divulgação
Prefeito Yves Ribeiro com o presidente Lula. Foto – Divulgação

O prefeito de Paulista, Yves Ribeiro, anunciou uma mudança significativa em sua trajetória política ao deixar o MDB, sigla à qual pertencia desde 2019, para se filiar ao Partido dos Trabalhadores (PT). A decisão, foi compartilhada com a imprensa, e marcada pela aprovação unânime nos diretórios municipal e estadual do PT, evidenciando a aceitação da movimentação no âmbito partidário.

📣 Tanto o diretório municipal quanto o estadual do PT deram aval à filiação de Yves, indicando uma decisão consolidada e respaldada pela legenda. A desfiliação formal do MDB foi comunicada ao presidente do partido, o ex-deputado federal Raul Henry. Em um gesto de consenso, o MDB manterá seu suporte à administração de Yves Ribeiro em Paulista.

O prefeito destacou a importância da mudança partidária para fortalecer a governabilidade municipal diante da atual crise de receitas enfrentada pelos municípios. “No primeiro PAC, com Lula, chegamos a receber R$ 300 milhões para obras”, relembrou Yves, destacando a esperança de que a movimentação contribua para superar os desafios econômicos locais.

Siga o canal “Fala News” no WhatsApp

🤝 Além da perspectiva pragmática, o prefeito ressaltou os laços históricos que o unem ao PT. Yves havia manifestado apoio público a Marília Arraes nas eleições anteriores, o que, segundo ele, gerou retaliações do governo estadual à cidade de Paulista. “Também há muita sintonia com o PT porque eu tenho origem operária e fiz parte de movimento sindical”, acrescentou Yves, mencionando eventos conjuntos com o ex-presidente Lula nos anos 80.

Na esteira dessas mudanças políticas, o PT na Região Metropolitana do Recife ganhou outro reforço, com a filiação do ex-prefeito Elias Gomes, lançado como potencial candidato em Jaboatão dos Guararapes. Essas movimentações alimentam especulações sobre a possibilidade de o PT lançar um candidato ao governo do Estado em 2026.

✨ A dinâmica política em Paulista e na Região Metropolitana do Recife evidencia um cenário de realinhamento partidário e estratégias para as próximas eleições, deixando em aberto o papel que o PT poderá desempenhar no xadrez político pernambucano no futuro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *