domingo, julho 21

Edna Gomes articula candidatura a prefeita do Cabo pelo PV

Com passagem pela política local, Edna enfrenta desafios na articulação de sua candidatura, enfrentando resistência e buscando alianças em meio a cenário político instável.

Com passagem pela política local, Edna enfrenta desafios na articulação de sua candidatura, enfrentando resistência e buscando alianças em meio a cenário político instável. Foto: Divulgação
Com passagem pela política local, Edna enfrenta desafios na articulação de sua candidatura, enfrentando resistência e buscando alianças em meio a cenário político instável. Foto: Divulgação

A Secretária Executiva de Prevenção às Drogas do Recife, Edna Gomes (PV), está emergindo como uma nova alternativa na disputa pela Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho. Com uma trajetória de 27 anos na vida pública, Edna já exerceu dois mandatos como vereadora e um como vice-prefeita no próprio Cabo. Em 2020, ocupou o cargo de vice na gestão do ex-prefeito Lula Cabral (SD), mas rompeu politicamente este ano.

“Estou na vida pública há 27 anos, e quem vai decidir o cargo será o povo. Chegou a hora do Cabo ter uma mulher à frente. Basta de machismo, é preciso repensar a cidade com um olhar desenvolvimentista”, declarou Edna, sinalizando uma possível candidatura à Prefeitura, embora afirme que nada está definido.

Filiada ao PV, a pré-candidata deseja contar com o apoio do PT e PCdoB, integrantes da federação partidária. Além disso, almeja uma aliança com o PSB do prefeito do Recife, João Campos. “Quem não deseja o apoio do PSB?”, revela Edna, que destaca o suporte do presidente do PV, deputado Clodoaldo Magalhães, para viabilizar seu projeto. Há especulações sobre a vereadora Tereza da Bomboniere, eleita pelo PSC e a caminho do PSB, como possível vice na chapa.

Siga o canal “Fala News” no WhatsApp

Entretanto, a pré-candidatura de Edna Gomes enfrenta resistência dentro da Federação Brasil da Esperança, formada por PT, PCdoB e PV. Integrantes ameaçam abandonar a chapa caso a ex-vereadora permaneça no PV para concorrer à Câmara de Vereadores. O PT e o PCdoB, presentes na administração do prefeito Keko, têm vínculos que complicam a situação. Devido ao seu capital político, Edna encontra dificuldades para ingressar em outros partidos e, por isso, busca costurar uma candidatura majoritária, tarefa que demandará habilidade na persuasão de colegas da federação cabo-grandense.

O cenário político do Cabo de Santo Agostinho se torna mais desafiador diante das nuances presentes na federação partidária. A articulação de alianças e o enfrentamento das resistências internas se tornam elementos cruciais para Edna Gomes consolidar sua pré-candidatura. A população, por sua vez, observa atentamente as movimentações, aguardando o desfecho deste capítulo na política local. 🗳️✨

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *