sexta-feira, fevereiro 23

Setembro Verde: Hospital da Restauração lidera em captação de órgãos em Pernambuco

Unidade de saúde promove ações educativas durante o mês para conscientizar sobre a importância da doação de órgãos

Doação
Foto: Alexandre Aroeira/ Folha PE
O Hospital da Restauração (HR) Governador Paulo Guerra, localizado na capital pernambucana, registrou um aumento de cerca de 45% na captação de órgãos destinados à doação entre os anos de 2020 e 2022, consolidando-se como a instituição líder nesse importante indicador em Pernambuco.
Essa significativa evolução nas estatísticas de doação de órgãos foi revelada em meio às atividades do Setembro Verde, mês dedicado à conscientização sobre a importância da doação de órgãos. Como parte das iniciativas programadas para este mês de sensibilização, o HR promoverá uma palestra envolvendo profissionais da saúde, focada em esclarecer a relevância da doação de órgãos, e realizará uma ação educativa voltada para conscientizar a população sobre a prática solidária.
A coordenadora da Central de Transplantes de Pernambuco, Melissa Moura, enfatizou a necessidade crítica da doação de órgãos e compartilhou dados relacionados às recusas familiares no estado. Em 2020, durante o auge da pandemia, o HR registrou 145 notificações de Morte Encefálica (ME), das quais 69 receberam autorização das famílias para a doação de órgãos. 
No ano seguinte, em 2021, houve um total de 209 notificações, com 94 doações realizadas. Já em 2022, o hospital registrou 218 protocolos de morte encefálica, resultando em 100 doações de órgãos bem-sucedidas. Até agosto deste ano, o HR já contabilizou 148 protocolos de ME, com 60 famílias autorizando a doação de órgãos de seus entes queridos.
Na próxima segunda-feira, dia 25 de setembro, o Hospital da Restauração promoverá uma ação educativa envolvendo pacientes, acompanhantes e visitantes da unidade hospitalar. Durante o evento, serão distribuídos panfletos informativos abordando o tema da doação de órgãos, com o objetivo de sensibilizar e conscientizar a comunidade sobre a importância desse gesto solidário que pode salvar vidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *