sexta-feira, junho 21

Raquel Lyra propõe estadualização e privatização do Metrô do Recife

A Governadora Raquel Lyra defende a urgência de recursos e aponta para possível parceria com iniciativa privada para revitalizar o sistema metroferroviário.

Raquel Lyra defende privatização do Metrô. Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco
Raquel Lyra defende privatização do Metrô. Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Na última semana, a governadora de Pernambuco, Raquel Lyra (PSDB), abordou a situação crítica do Metrô do Recife durante um debate na Rádio Jornal. O foco principal foi a proposta de estadualização do sistema, seguida pela concessão à iniciativa privada. A estratégia, inspirada em modelos adotados em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, visa revitalizar a gestão e operação do metrô, que enfrenta desafios crescentes.

Raquel Lyra, questionada sobre o futuro do sistema metroferroviário metropolitano, reafirmou seu compromisso com uma solução efetiva, destacando que é hora de agir. “A minha colocação é que a gente precisa de recursos para recuperar o Metrô do Recife e é agora. Antes mesmo de pensar se ele vai ficar com o Estado ou com o governo federal. Mas, se o governo federal não tem esses recursos, que a gente possa ir buscar na iniciativa privada, através de um modelo de concessão pública, uma PPP, por exemplo. Essa é uma das possibilidades: ir em busca do recurso privado”, afirmou a governadora.

O Metrô do Recife enfrenta uma série de desafios operacionais, incluindo quebras quase semanais e problemas persistentes de manutenção, especialmente nos trens. Os usuários têm enfrentado longos intervalos, chegando a 20 minutos, e composições superlotadas nos horários de pico, impactando diretamente a qualidade do serviço prestado.

📲Siga o canal “Fala News” no WhatsApp

Diante desse cenário, a proposta de estadualização surge como uma tentativa de centralizar a gestão nas mãos do Estado, permitindo maior controle sobre investimentos e melhorias. No entanto, a governadora destaca a importância de buscar alternativas para viabilizar a recuperação imediata do sistema.

A concessão à iniciativa privada, segundo Raquel Lyra, seria uma solução possível, inspirada em modelos adotados em outras regiões do país. A ideia é transferir a operação para uma concessionária, mantendo a gestão sob responsabilidade do Estado. Esse modelo tem sido aplicado com sucesso em diversas cidades, contribuindo para a modernização e eficiência do transporte metroferroviário.

📸Siga nosso perfil no Instagram

A discussão em torno do futuro do Metrô do Recife tem gerado expectativas e questionamentos sobre o impacto direto na vida dos usuários. A busca por recursos é urgente, e a governadora enfatiza a necessidade de agir sem demora. A parceria com a iniciativa privada é vista como uma alternativa viável para suprir a carência de investimentos públicos.

A proposta de Raquel Lyra levanta debates sobre os desafios enfrentados pelos sistemas de transporte público no país e a necessidade de soluções inovadoras para garantir serviços eficientes e de qualidade à população. Resta aguardar os desdobramentos dessa proposta, que promete marcar uma nova fase para o Metrô do Recife e seus usuários. 👥🚇✨

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *