sexta-feira, fevereiro 23

PSOL contesta mandato de Lucinha Mota após saída para o PSDB

Desfilada do PSOL , a ex-secretária de Direitos Humanos enfrenta questionamento jurídico em sua nova jornada política.

Presidente do PSOL de Pernambuco Tiago Paraíba. Foto: Reprodução / Instagram PSOL
Presidente do PSOL de Pernambuco Tiago Paraíba. Foto: Reprodução / Instagram PSOL

PSOL – No dia 19, Lucinha Mota deixou o comando da Secretaria Estadual de Direitos Humanos para assumir uma vaga de vereadora no Legislativo Municipal de Petrolina. No entanto, o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) anunciou sua intenção de questionar o mandato da agora vereadora. Tiago Paraíba, presidente estadual da sigla, destacou: “O mandato é do partido, e a gente vai reivindicar o mandato para que o segundo suplente assuma.”

A controvérsia surgiu devido à cassação da chapa proporcional do Avante pela Justiça Eleitoral, que identificou fraudes na cota de gênero durante as eleições municipais de 2020. Essa decisão levou à perda do mandato do vereador Júnior Gás, do Avante, e à recontagem dos votos. O resultado favoreceu o PSOL, o partido pelo qual Lucinha Mota concorreu e se destacou como a candidata mais votada na corrida por uma vaga na Câmara de Vereadores de Petrolina em 2020, recebendo 2.656 votos. O segundo candidato mais votado do PSOL foi Erivan Amâncio.

Paraíba esclareceu que Lucinha Mota se desfiliou voluntariamente do PSOL e agora é filiada ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), sigla pela qual disputou uma vaga no Legislativo Estadual em 2022. Ele justificou: “Ela decidiu por seguir um aspecto ideológico bem diferente do que o PSOL defende.” O presidente estadual do PSOL também mencionou que Lucinha assumiu uma secretaria no Governo Raquel Lyra, mantendo uma posição contrária à antiga sigla. O PSOL lidera a bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE).

Profissionais de Direito Eleitoral contatados pelo Blog Ponto de Vista afirmaram que há uma grande probabilidade de a Justiça Eleitoral decidir em favor do PSOL em detrimento de Lucinha Mota, tornando a situação um tema central de debate político em Petrolina. O desenrolar desse episódio promete influenciar o panorama político local e a trajetória de Lucinha Mota na Câmara de Vereadores do município.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *