sexta-feira, fevereiro 23

Maria Joaquina Reikdal conquista o ouro no Campeonato Mundial de Patinação Artística

Aos 15 anos, a atleta brasileira supera desafios e se torna campeã mundial na categoria Junior Feminino Inline.

Maria Joaquina Reikdal
Foto: Instagram
No último sábado (23), a jovem brasileira Maria Joaquina Cavalcanti Reikdal, de apenas 15 anos, brilhou no Campeonato Mundial de Patinação Artística realizado na cidade colombiana de Ibagué. Com uma performance excepcional, Maria Joaquina conquistou a primeira colocação na categoria Junior Feminino Inline, alcançando o lugar mais alto do pódio em uma competição de alto nível internacional.
A trajetória da atleta até essa vitória não foi fácil. Há um ano, ela considerou desistir da patinação devido a adversidades em sua jornada esportiva. Mesmo este ano sendo repleto de desafios, Maria Joaquina não desistiu e se dedicou incansavelmente ao esporte que tanto ama.
A competição se desenrolou em duas partes: o programa curto, com uma coreografia de aproximadamente 3 minutos, e o programa longo, mais extenso e com exercícios obrigatórios, com duração de até 4 minutos e meio. Na primeira apresentação, Maria Joaquina conquistou a segunda posição, acumulando 37.12 pontos. No programa longo, a atleta se destacou com 69.54 pontos.
Para determinar a classificação final, as duas notas foram somadas, resultando em um total de 106.66 pontos, o suficiente para garantir o título de campeã mundial. A argentina Giuliana Scamarda e a italiana Sofia Ciacia conquistaram o segundo e terceiro lugares, respectivamente.
O Brasil também teve uma representante de destaque na competição, Maysa Veiga Todeschi, que conquistou a medalha de bronze na categoria Sênior Feminino Inline, com um total de 35.02 pontos no somatório de suas notas.
Maria Joaquina, que treina em Curitiba, capital paranaense, começou sua carreira na patinação aos dez anos de idade e rapidamente se tornou uma das maiores promessas do Brasil, tanto na modalidade de gelo quanto na modalidade inline. Nos últimos anos, ela se destacou como campeã brasileira na patinação no gelo e conquistou diversos títulos em competições nacionais e internacionais sobre rodas.
É importante ressaltar que Maria Joaquina Reikdal é uma atleta transgênero, e ela mesma compartilhou sua experiência sobre as dificuldades enfrentadas devido à sua identidade. Ela destacou que lidar com o preconceito no esporte não é fácil, mas sua determinação e resiliência a levaram à vitória no cenário mundial da patinação artística.
Maria Joaquina ainda tem mais três anos para competir na categoria Júnior, antes de ingressar nas etapas sêniores. Seu pai e treinador, Gustavo Cavalcanti, enfatizou que ela continuará a evoluir e a superar desafios, sempre trazendo novos elementos para suas performances.
A jovem campeã agora se prepara para um treinamento de 30 dias nos Estados Unidos, após o qual tomará decisões importantes sobre seu futuro na patinação, seja na modalidade de gelo, inline ou ambas. A conquista do título mundial é um testemunho de sua dedicação e do apoio de sua família, que celebra junto com ela essa grande vitória no esporte internacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *