segunda-feira, maio 20

Maior empresa de energia da China quer ampliar investimentos no Brasil com apoio do Banco do Nordeste

A intenção é ampliar a operação em mais R$355 milhões

Banco do Nordeste
Presidente do BNB, Paulo Câmara (esquerda) assiste à apresentação feita pelo CEO do CGN no Brasil, Yao Zhigang (centro). Foto:Divulgação
O presidente do Banco do Nordeste (BNB), Paulo Câmara, recebeu, na quinta-feira, 7, na sede do banco, em Fortaleza, visita de representantes do Consulado da China e executivos do grupo chinês CGN Brazil Energy, que recebeu suporte financeiro do BNB.
O cônsul-geral adjunto do Consulado Geral da República da China em Recife, Wang Ke, acompanhou a apresentação dos investimentos asiáticos no setor de energia na Região e falou da intenção de ajudar o Brasil no processo de transformação energética.
“Estamos muito satisfeitos em apoiar os projetos de energia da CGN e contribuir para o desenvolvimento econômico da região. O Banco está comprometido em fortalecer essa parceria e continuar impulsionando o setor de energia renovável no Nordeste do Brasil”, afirmou Câmara.
Segundo o CEO do CGN no Brasil, Yao Zhigang, o objetivo da visita é agradecer o apoio do BNB ao grupo e apresentar novos projetos de expansão. “A gente inaugurou, recentemente, uma nova sede em São Paulo, sinalizando a nossa intenção de continuar investindo no Brasil no futuro”, afirma.
Atualmente, o Banco está presente nos projetos de energia do grupo CGN com financiamentos totais que somam R$ 1,6 bilhão. O projeto mais recente é do parque eólico Tanque Novo, na Bahia, que possui capacidade instalada de 180 megawatts. A participação do BNB nesse projeto é de R$200 milhões.
Durante a visita, o grupo apresentou a intenção de ampliar a operação em mais R$355 milhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *