domingo, fevereiro 25

Lula recorda atos de 8 de Janeiro e enfatiza compromisso constitucional

Presidente Lula ressalta um ano após tentativa de golpe, afirmando que instituições seguem comprometidas com a Constituição, enquanto recorda momentos de tensão e surpresa.

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foto - Reuters - Adriano Machado
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foto – Reuters – Adriano Machado

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) utilizou suas redes sociais para relembrar os atos ocorridos em 8 de janeiro do ano anterior. Em uma mensagem matinal, Lula enfatizou que a democracia brasileira está “inabalada e fortalecida”, destacando o compromisso renovado do Palácio do Planalto, Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal com a Constituição do país. A postagem ressaltou que a defesa da Carta Magna é uma responsabilidade coletiva, unindo todos em prol da democracia.

🇧🇷 “Democracia inabalada e fortalecida. Neste 8 de janeiro, um ano depois da tentativa de golpe, Palácio do Planalto, Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal reforçam o compromisso com a Constituição do Brasil. A defesa da Carta Magna é dever de todas e de todos. A democracia nos une. Bom dia”, escreveu Lula.

Além da mensagem nas redes sociais, o presidente Lula participará, às 15h, de uma cerimônia no Congresso Nacional, junto a autoridades dos Três Poderes, para relembrar os acontecimentos do 8 de janeiro.

Em uma entrevista à CNN, Lula expressou sua surpresa diante dos eventos ocorridos em Brasília no ano anterior. O presidente afirmou que nunca imaginaria que atos como os presenciados poderiam ocorrer no país. Ele destacou a postura do então presidente, descrevendo-o como alguém sem controle emocional e desmoralizado pelas mentiras propagadas durante a campanha.

📲Siga o canal “Fala News” no WhatsApp

🎙️ “Eu não imaginava que a ignorância tivesse chegado a tal ponto, sabe, de um presidente sem controle emocional, desmoralizado pela quantidade de mentiras contadas durante toda a campanha, tivesse inventado uma coisa daquela”, disse Lula. “E o que é vergonhoso é que inventou e fugiu. Não teve coragem de participar”.

O presidente também compartilhou sua experiência pessoal, lembrando momentos de derrota eleitoral em seu passado. “Eu perdi três eleições seguidas. Ou seja, quando a gente perdia, a gente voltava pra casa e ia chorar as mágoas”.

🗣️ “Fiquei vendo a invasão, fiquei vendo as manifestações. Liguei para algumas pessoas aqui. Liguei para o Flávio Dino (ministro da Justiça). Outras pessoas me ligaram. E foi um momento de tensão. Ou seja, era uma coisa, eu diria… que eu não imaginei que poderia acontecer no Brasil novamente”, acrescentou Luiz Inácio Lula da Silva.

📲Siga nosso perfil no Instagram

A retrospectiva do presidente, marcada pela surpresa diante dos eventos de 8 de janeiro, contrasta com a firmeza de sua mensagem matinal, ressaltando a resistência da democracia brasileira. O compromisso reafirmado das instituições com a Constituição destaca a importância da união em prol da preservação do Estado de Direito.

Ao recordar o passado e enfatizar o presente, Lula busca, por meio de suas palavras, reforçar a importância da estabilidade democrática e a necessidade de todos os cidadãos brasileiros se unirem na defesa dos princípios fundamentais do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *