segunda-feira, maio 20

Gerente de banco tem envolvimento na compra de Porsche com cheque sem fundo

Envolvido na Operação Gerência do Crime, Hernanes trabalhava em uma agência do banco Santander

Foto: Reprodução
O gerente de banco Hernanes Amorim de Oliveira (foto em destaque), de 32 anos, preso nesta quinta-feira (6/7) por ter movimentado mais de R$ 8,5 milhões desde 2020, responde também a processos por estelionato. O nome dele aparece em golpes relacionados à compra de um veículo de luxo e até mesmo à falta de pagamento da escola de inglês.
Hernanes Amorim de Oliveira responde a um processo, junto com seu sócio na empresa HC Assessoria e Consultoria Empresarial, por ter emitido um cheque sem fundo, no valor de R$ 120 mil, para comprar um veículo de luxo da marca Porsche.
O sócio entregou o cheque sem recursos e teria negociado o carro com Hernanes. Para evitar a transferência do veículo, ele ainda teria falsificado a assinatura do documento.
Essa não foi a primeira vez que o nome de Hernanes foi associado a golpes. Ele também consta em ação ajuizada em 2017, por não pagar o curso de inglês que fazia na escola Wizard, em Ceilândia. O contrato previa o pagamento de R$ 330 em 12 mensalidades, o que totalizaria R$ 3.960.
Hernanes alegou que não teria condições financeiras para arcar com a despesa, e o processo não evoluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *