domingo, fevereiro 25

Flávio Dino classifica situação na Bahia como um dos maiores desafios em segurança pública

O ministro destaca a importância do diálogo com o governo estadual e reforço da Polícia Federal para estabilizar a violência no estado

Flávio Dino
Foto: Reprodução/Globo News

O ministro da Justiça e Segurança Pública (MJSP), Flávio Dino, declarou, no domingo (24), que a situação na Bahia representa um dos maiores desafios em matéria de segurança pública no Brasil. Flávio Dino comentou sobre o aumento da presença de organizações criminosas nos últimos anos, bem como o acesso crescente a armas em todo o país, atribuindo isso a políticas equivocadas do governo passado.

Segundo o ministro, o governo federal está em constante diálogo com o governo estadual em busca de soluções para estabilizar a situação no estado. Ele enfatizou o quadro desafiador e difícil que a Bahia enfrenta, destacando o fortalecimento das ações da Polícia Federal para apoiar os esforços de pacificação.

A violência na Bahia ganhou destaque após a morte de um policial federal em 15 de setembro, desencadeando uma operação policial que já resultou em pelo menos nove mortes durante confrontos. A operação, chamada Fauda, foi conduzida pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (Ficco) da Polícia Federal (PF) e da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) contra uma organização criminosa envolvida com tráfico de drogas e armas, homicídios e roubos.

Em agosto, a líder quilombola e ialorixá Mãe Bernadete, de 72 anos de idade, foi assassinada no Quilombo Pitanga dos Palmares, no município de Simões Filho, região metropolitana de Salvador (BA). As autoridades locais conduzem a investigação, enquanto a Polícia Federal também abriu um inquérito sobre o caso, resultando na prisão de três suspeitos.

O ministro Dino enfatizou a importância de focar em boas investigações e ações para solucionar os casos de homicídio como medida para conter a violência no estado. “O mais importante neste instante, sem dúvida, não é propriamente a realização de julgamentos, são boas investigações, boas ações, para que a gente consiga ter uma situação estável pelo menos na Bahia. Hoje, sem dúvida, é um dos maiores desafios da segurança pública no Brasil”, ressaltou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *