terça-feira, maio 28

Edilene Lobo é a primeira ministra negra a integrar o TSE

 A advogada, nomeada pelo presidente Lula, assume o posto do ministro André Tavares 

Foto: Reprodução/TSE


Nesta quarta-feira (28), a advogada Edilene Lobo foi nomeada ministra substituta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ocupando o lugar do ministro André Tavares que se tornou titular da Corte em maio. Edilene é a primeira mulher negra a ocupar esse cargo desde 1945, quando o Tribunal foi criado. 

Edilene foi escolhida pelo presidente Lula entre os três nomes referendados pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), em votação unânime. 

 A lista também contava com Marilda de Paula Silveira, doutora e mestre em Direito Administrativo, e Daniela Lima de Andrade Borges, mestre em Direito Tributário. 

A nova ministra é mineira, doutora em Direito Processual pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) e mestre em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).  

Edilene também atua na área acadêmica como professora do curso de Direito da Universidade de Itaúna, em Minas Gerais, e docente convidada de pós-graduação em Direito Eleitoral da PUC Minas. Além disso, ela é autora de livros e artigos jurídicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *