segunda-feira, junho 17

Primeira-dama relaciona apagão a privatização da Eletrobras em tuíte polêmico

Janja faz conexão indireta entre a venda da Eletrobras e o apagão que afetou 25 estados e o DF.

Janja
Foto: Ed Alves/CB/DA.Press
Nesta terça-feira, 15 de agosto, um apagão de grandes proporções atingiu 25 estados do Brasil e o Distrito Federal, deixando milhões de brasileiros sem energia elétrica por mais de três horas. O incidente ganhou uma dimensão política quando a primeira-dama, Rosângela da Silva, também conhecida como Janja, lançou um tuíte que gerou polêmica ao relacionar indiretamente a privatização da Eletrobras com o ocorrido.
Em sua publicação, Janja escreveu em caixa alta: “A Eletrobras foi privatizada em 2022”, seguido da frase “era só esse o tuíte”, sem entrar em detalhes sobre o tema. A privatização da Eletrobras ocorreu durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), uma medida que gerou controvérsias e críticas, principalmente por parte do atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
Lula tem reiterado em diversas ocasiões que a venda da Eletrobras foi uma “sacanagem” e chegou a classificá-la como “quase que uma bandidagem”. Ele defende uma revisão do contrato por parte da Justiça. Uma das questões levantadas por Lula é a participação do governo na empresa pós-privatização, possuindo 43% das ações, mas não tendo poder decisório equivalente aos votos na mesa diretória.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *