sexta-feira, fevereiro 23

Após ser detido por porte ilegal de arma, Diego Alemão discute com jornalistas: “bando de urubu”

Alemão, aparentemente alterado, tentou fugir em táxi, mas é interceptado pela polícia no Leblon. Ex-BBB foi solto depois de pagar fiança

Diego Alemão
Foto: Reprodução/ O Globo
O ex-participante do reality show Big Brother Brasil, Diego Alemão, foi detido na madrugada desta terça-feira (26) por porte ilegal de arma de fogo. Segundo informações da polícia, ele estava “aparentemente alterado” e tentou fugir em um táxi, mas foi interceptado por policiais militares no bairro do Leblon, zona sul do Rio de Janeiro.
Na saída da delegacia, Diego Alemão reclamou com repórteres que estavam na porta da delegacia. “Por que vocês estão um bando de urubu aqui?”, disse irritado. O ex-BBB ainda mandou a imprensa ir para ” a frente da casa do Bruno de Lucca, que deixou a p* do meu melhor amigo [Kayky Brito] com a cabeça no chão”, completou.
Depois, defendeu-se das acusações e ironizou a situação de segurança na cidade. “Venha para o Rio de Janeiro, cidade maravilhosa, sem risco nenhum…”, declarou Alemão, ressaltando que a arma estava registrada e não municiada, além de afirmar que a possuía há muitos anos.
De acordo com a Secretaria de Estado de Polícia Militar, equipes do 23º BPM (Leblon) foram acionadas após relatos de que um homem estava “aparentemente alterado” na esquina das Ruas Visconde de Pirajá com Gomes Carneiro, em Ipanema. Ao chegarem ao local, os policiais foram informados de que Alemão havia entrado em um táxi com destino à Barra da Tijuca, zona oeste da cidade.
Os agentes iniciaram uma perseguição e conseguiram interceptar o veículo na Avenida Delfim Moreira, no Leblon. Durante a revista no táxi, foi encontrado um revólver calibre 32 e oito munições do mesmo calibre escondidas sob o banco traseiro. Diego Alemão foi detido e a arma, apreendida.
O caso foi registrado na 12ª DP (Copacabana), e Diego Alemão foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. Ele foi liberado por volta das 9h após o pagamento de uma fiança no valor de R$ 4 mil. O caso será encaminhado para a 14ª DP (Leblon) para continuação da investigação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *