segunda-feira, junho 17

Uso de dinheiro cresce no Brasil, revela pesquisa Datafolha

Apesar do avanço de pagamentos digitais, pesquisa aponta que 54% dos brasileiros conectados ainda optam por dinheiro em espécie e saques bancários diários, revelando uma realidade financeira diversificada.

Cresce o número de pessoas que utilizam dinheiro em espécie. Foto - Marcello Casal Jr
Cresce o número de pessoas que utilizam dinheiro em espécie. Foto – Marcello Casal Jr

Na era do Pix e dos pagamentos por aproximação, uma pesquisa recente realizada pelo Instituto Datafolha, a pedido da TecBan, empresa proprietária da rede de caixas automáticos Banco24Horas, revelou que a preferência pelo dinheiro vivo ainda está presente na rotina de muitos brasileiros conectados à internet. Entre 25 de setembro e 6 de outubro de 2023, 1.519 pessoas de diversas classes econômicas foram entrevistadas, proporcionando uma visão abrangente da atual dinâmica financeira do país.

📈 De acordo com os resultados, 54% dos entrevistados consideram o saque bancário como uma das operações mais frequentes no cotidiano, representando um aumento significativo de 12 pontos percentuais em relação à pesquisa realizada em agosto do ano anterior.

Outras operações bancárias também se destacam: o pagamento de contas lidera com 69%, seguido pelo recebimento de dinheiro (67%), consulta de saldo e extrato (60%) e compras no cartão de crédito (50%). Por outro lado, menos da metade dos entrevistados realiza recargas de celular (41%) e depósitos (42%).

📲Siga o canal “Fala News” no WhatsApp

🌐 A pesquisa revelou que dois em cada dez brasileiros conectados à internet que possuem alguma fonte de renda ainda recebem pagamento em dinheiro, principalmente nas classes C, D e E.

💵 Quanto à forma de pagamento preferida, 29% dos brasileiros consideram o dinheiro como a principal opção no dia a dia, empatando com o cartão de crédito. Nas classes C, D e E, esse número sobe para 32%.

🤔 Ao questionar sobre os motivos para essa preferência, as respostas variam. Alguns destacam que há lugares que só aceitam dinheiro (22%), enquanto outros alegam estar acostumados a pagar dessa forma (15%). O controle financeiro é citado por 10%, e a possibilidade de descontos, por 13%. Surpreendentemente, o medo de clonagem de cartão e roubos é mencionado por apenas 4%.

💳 A pesquisa abordou também a inclusão bancária, revelando que 95% dos brasileiros conectados à internet possuem contas em bancos, sendo 67% em instituições com agências físicas e digitais. Notavelmente, 14% mantêm contas apenas em bancos virtuais, um aumento significativo em comparação a 2022, quando esse percentual era de 9%.

🛑 No entanto, a pesquisa identificou desafios relacionados à tecnologia. Cerca de 69% dos entrevistados enfrentaram dificuldades devido à instabilidade da internet, enquanto 60% relataram falhas de conexão com o banco durante transações.

📱 Quanto às preocupações, 85% dos entrevistados temem mais ter o celular roubado do que perder a carteira. Outras inquietações incluem o furto de dados (64%), golpes financeiros via transferência instantânea (62%) e clonagem de cartão de crédito (61%).

Em um cenário financeiro cada vez mais digital, a pesquisa evidencia que o dinheiro ainda mantém sua relevância na vida dos brasileiros, revelando uma diversidade de hábitos e preferências em relação aos meios de pagamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *