sábado, junho 22

TSE dá início ao julgamento que pode deixar Bolsonaro inelegível

 A acusação de abuso de poder político movida pelo PDT será julgada em três seções 

Foto: Sergio Lima/Poder360
Nesta quinta-feira (22), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai começar o julgamento para determinar a elegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro. O Partido Democrático Trabalhista (PDT) abriu a denúncia alegando que o ex-chefe de Estado cometeu abuso de poder político ao fazer ataques à segurança das urnas e à Justiça Eleitoral em julho de 2022. 

Se condenado, Bolsonaro ficará inelegível, ou seja, impedido de disputar eleições, independente do cargo, até 2030. A ação do PDT inclui o candidato a vice Walter Braga Netto que também estava presente na reunião do ano passado.    

Na ocasião, o então presidente estava reunido com embaixadores de outros países no Palácio da Alvorada quando começou a questionar o resultado das eleições de 2018 ao dizer que as urnas haviam sido fraudadas. O evento estava sendo transmitido ao vivo na TV Brasil e nas redes sociais de Bolsonaro. 

O TSE marcou três seções ordinárias para o andamento e conclusão do caso. “Além da sessão de quinta-feira (22), o Tribunal poderá prosseguir com o julgamento nas sessões subsequentes de terça e quinta-feira (27 e 29). As sessões dos dias 22 e 29 começarão às 9h; portanto, uma hora antes do habitual”, informou a Corte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *