terça-feira, maio 28

Tribunal Superior Eleitoral tem maioria para tornar Bolsonaro inelegível, com voto favorável de Cármen Lúcia

 Placar está 4 x 1 a favor da condenação; faltam dois votos

Foto:Reuters

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) caminha para declarar a inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro, com a maioria dos ministros votando a favor da condenação. Até o momento, o placar está 4 x 1. A ministra Cármen Lúcia, que acompanhou o relator Benedito Gonçalves, votou pela condenação, juntamente com os ministros Floriano Marques e André Ramos Tavares.

Até o momento, o único voto contrário foi dado por Raul Araújo. Os votos dos ministros Nunes Marques e Alexandre de Moraes ainda estão pendentes.

A sessão de votação continua hoje, e os ministros Kássio Nunes Marques e Alexandre de Moraes devem apresentar seus votos.

Caso seja condenado, Jair Bolsonaro ficará inelegível até 2030. Mais informações serão atualizadas ao longo do dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *