domingo, fevereiro 25

Tensão nos Bastidores do Santa Cruz: Desembargador Irá Deliberar Sobre Pontos de Conflito

Disputa entre poder executivo e conselho deliberativo se intensifica, enquanto pedido de afastamento do presidente aguarda decisão.

Santa Cruz
Foto: Rafael Melo/SCFC
A situação nos bastidores do Santa Cruz Futebol Clube está longe de encontrar a estabilidade desejada, e as recentes reuniões de conciliação só aumentaram a tensão entre o Poder Executivo e o Conselho Deliberativo. Mesmo com a tentativa de um “acordo de paz” liderado pelo desembargador Sílvio Neves Baptista Filho, a resolução dos conflitos se mostrou esquiva. Agora, a expectativa recai sobre o parecer que o magistrado emitirá na próxima semana.
O desembargador não terá a tarefa de julgar o clamor de parte da torcida tricolor, que busca a destituição do atual presidente e a antecipação das eleições do clube. Em vez disso, sua atenção se concentrará em dois pontos específicos de disputa: a legalidade da reunião que reprovou as contas da atual gestão do Executivo e a admissão dos novos 300 conselheiros no Santa Cruz.
Jaime Fortunato, um dos líderes do movimento pelo afastamento do presidente, explicou: “Um dos principais pontos é sobre a questão de um acréscimo de 300 conselheiros se ele (desembargador) vai deliberar. É um ato administrativo, onde foi colocado em votação e foi decidido que só na próxima legislatura que seria aumentado esses conselheiros. Muitos dizem que foi dado posse a eles, não foi dado posse a eles pelo interventor. Por isso, que eles não entraram na última reunião do conselho. Essa reunião da prestação de contas também está sendo analisada, pois só entraram os conselheiros votados e os beneméritos. Então, foi analisada pelos técnicos da comissão de contas e da comissão fiscal e foi rejeitada pelo conselho.”
O estatuto do clube prevê a possibilidade de afastamento do presidente, Antônio Luiz Neto, por “gestão temerária”. Além disso, o balanço financeiro de seu mandato foi reprovado, o que pode resultar em sua inelegibilidade pelos próximos dez anos. No Conselho Deliberativo, um pedido de impeachment do mandatário coral aguarda a decisão de Marino Abreu, presidente do Conselho.
Jaime Fortunato ressaltou a necessidade de uma resolução imediata: “O pedido de afastamento de Antônio está dentro do conselho, eu estou cobrando junto com outros conselheiros ao presidente Marino que delibere. É uma questão que o presidente não vai poder engavetar, mais de um terço do conselho solicitou esse afastamento de imediato por 90 dias. Então, nos próximos dias, vamos ter isso deliberado, porque vamos cobrar ao presidente, porque está no estatuto e não é uma questão de análise, mas uma questão de respeitar o estatuto e exercer o direito do conselheiro tem dentro do estatuto.”
A expectativa agora gira em torno do parecer do desembargador Sílvio Neves Baptista Filho e da decisão do presidente do Conselho Deliberativo, que podem moldar o futuro do Santa Cruz Futebol Clube e sua administração. Enquanto isso, a tensão nos bastidores persiste, e a torcida tricolor aguarda ansiosamente por respostas claras e soluções para a crise em curso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *