segunda-feira, junho 17

Polícia Federal realiza nova fase da Operação Lesa Pátria para investigar financiadores de atos golpistas

53 mandados de busca e apreensão são cumpridos em diversas regiões do país; danos ao patrimônio público podem chegar a R$ 40 milhões

Operação Lesa Pátria
Foto: Divulgação/Polícia Federal
Nesta terça-feira (5), a Polícia Federal deflagrou mais uma etapa da Operação Lesa Pátria, com o objetivo de identificar indivíduos que financiaram e fomentaram os atos golpistas ocorridos em 8 de janeiro. Sob a autorização do Supremo Tribunal Federal, estão sendo cumpridos um total de 53 mandados de busca e apreensão em diferentes estados, incluindo São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Tocantins, Ceará e Minas Gerais.
A investigação, conduzida pela PF, busca apurar não apenas os responsáveis pelos atos de violência ocorridos naquele dia, mas também os financiadores que contribuíram para a ocorrência desses eventos. De acordo com a Polícia Federal, a quantia dos danos causados ao patrimônio público pode atingir a cifra de R$ 40 milhões. Os atos de violência foram direcionados a “imóveis, móveis e objetos” do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal.
Os crimes sob investigação incluem a abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido.
Até o momento, a Operação Lesa Pátria já resultou na execução de 78 mandados de prisão, na realização de 277 mandados de busca e apreensão, e na instauração de 17 inquéritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *