sexta-feira, fevereiro 23

Pesquisa Datafolha revela que 61% acreditam em envolvimento militar em irregularidades durante governo Bolsonaro

Maioria dos eleitores brasileiros acredita que oficiais das Forças Armadas tiveram participação em questões irregulares, aponta pesquisa.

Bolsonaro conversa com militar
Foto: ED ALVES/CB/D.A. PRESS.

Uma pesquisa recente realizada pelo instituto Datafolha trouxe à tona as percepções dos eleitores brasileiros em relação ao possível envolvimento de oficiais das Forças Armadas em irregularidades durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro. Os resultados, divulgados neste sábado, revelaram que 61% dos entrevistados acreditam que militares estiveram de alguma forma envolvidos em ações questionáveis, enquanto 25% acreditam no contrário e 14% afirmaram não saber opinar sobre o assunto.
O estudo também apontou que a crença no envolvimento dos militares é mais forte entre aqueles que afirmam estar bem informados sobre o caso das joias oferecidas à Presidência da República, que atualmente é alvo de investigações em um suposto esquema de negociação ilegal. Nesse grupo, dos 77% que afirmam conhecer o caso, 65% acreditam que os militares estiveram envolvidos em irregularidades, enquanto 24% não compartilham dessa opinião.
Os números revelam uma correlação interessante entre a percepção de envolvimento militar e fatores como renda mensal e localização geográfica. Entre os eleitores com renda mensal superior a 10 salários mínimos, o índice de crença no envolvimento militar chega a 69%. Além disso, o Nordeste, tradicional reduto eleitoral do PT, apresenta a maior taxa de percepção de envolvimento militar, com 70% dos entrevistados acreditando na participação dos militares em irregularidades.
A pesquisa também analisou o posicionamento de apoiadores do atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, e do ex-presidente Jair Bolsonaro. Surpreendentemente, 84% dos apoiadores de Lula veem algum tipo de envolvimento militar, enquanto 52% dos apoiadores de Bolsonaro descartam essa possibilidade.
O Datafolha ouviu um total de 2.016 pessoas durante a última terça e quarta-feira, em 139 cidades brasileiras. Vale ressaltar que a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, o que reforça a necessidade de se interpretar os resultados com cautela. A percepção do eleitorado em relação ao envolvimento militar em questões irregulares durante o governo Bolsonaro é um tema sensível que reflete as complexas dinâmicas políticas do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *