segunda-feira, abril 15

Militares da Marinha apreendem 1,3 tonelada de skank e 90,78 quilos de pasta base de cocaína no rio Solimões

Operação Ágata combate o tráfico de drogas em ação na fronteira com a Colômbia.

Marinha do Brasil
Foto: Marinha do Brasil
Na última terça-feira, militares da Marinha do Brasil, em uma ação da Operação Ágata, realizaram uma significativa apreensão de drogas no rio Solimões, nas proximidades da cidade de Fonte Boa, Amazonas. Cerca de 1,3 tonelada de skank, uma variedade de maconha conhecida por sua alta pureza, e 90,78 quilos de pasta base de cocaína foram interceptados a bordo de uma embarcação regional. Dois suspeitos foram detidos e entregues à Polícia Civil, enquanto o material apreendido será encaminhado à Polícia Federal em Manaus.
De acordo com informações da Marinha, a droga teria sido repassada aos suspeitos por uma embarcação de bandeira colombiana que partiu da cidade de Letícia, na Colômbia, com destino a La Pedrera. Os militares abordaram a embarcação colombiana, mas nada de ilícito foi encontrado a bordo.
Marinha do Brasil
Foto: Marinha do Brasil
Para efetuar a apreensão, foram utilizados cães treinados especialmente para o reconhecimento de entorpecentes, e as substâncias ilícitas foram identificadas por meio de um kit de narcoteste.
A Operação Ágata tem como objetivo reprimir crimes transfronteiriços e ambientais na área de fronteira do Brasil com países vizinhos, sendo uma resposta contundente ao tráfico de drogas que ameaça a segurança e a estabilidade na região. Além das ações contra o tráfico, a operação inclui um navio de assistência hospitalar que realiza ações de assistência médica e odontológica nas comunidades ribeirinhas ao longo do rio Japurá, demonstrando o compromisso das Forças Armadas com o bem-estar das populações locais.
A apreensão dessa grande quantidade de drogas demonstra a determinação das autoridades em combater o tráfico na região amazônica e reforça a importância da Operação Ágata na proteção das fronteiras brasileiras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *