sexta-feira, maio 24

Gripe aviária: governo confirma mais um caso no país; total sobe para 31

 

Outras oito investigações estão em andamento, ainda sem resultado laboratorial conclusivo

aves
Foto: Agência Brasil

O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) confirmou, nesta segunda-feira (12), mais um caso de gripe aviária de alta patogenicidade. Agora, o Brasil contabiliza 31 casos da doença, todos em aves silvestres. Outras oito investigações estão em andamento, ainda sem resultado laboratorial conclusivo.

Os casos confirmados de influenza aviária de alta patogenicidade (IAAP) (H5N1) até o momento no país estão localizados nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia e Rio Grande do Sul.

Desde o início do ano, já foram feitas mais de 1.284 mil avaliações de casos suspeitos. Como todos os casos confirmados até este momento são em aves silvestres, o Brasil mantém o status de país livre de IAAP. Com isso, não há restrições no comércio de produtos avícolas brasileiros.

O vírus H5N1 da gripe aviária tem potencial de causar pandemia e, por isso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) orienta que seja rigorosamente monitorado. Ele já matou milhões de aves silvestres e domésticas no mundo, milhares de mamíferos marinhos no Chile, mas há poucos casos em seres humanos (cerca de 860 desde 2003, porém, com 54% de letalidade).

Risco para humanos

A gripe aviária circula majoritariamente entre as aves. Por ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) registra algumas dezenas de casos em humanos, disseminados pelo contato direto dos animais infectados, vivos ou mortos, com a pessoa. Geralmente, acontece em trabalhadores de granjas onde houve contaminação das espécies. Até então todos os casos suspeitos em humanos no Brasil foram descartados.

Agência O Globo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *