sábado, junho 22

Gleide Ângelo cobra diálogo no debate do piso salarial dos professores

Deputada pede a retirada do projeto de lei 712/2023 apresentado pela governadora

Foto: Américo Santos 
A deputada Delegada Gleide Ângelo cobrou a retirada do projeto 712/2023, que trata do plano de cargos e carreiras dos professores da rede estadual em reunião pública que aconteceu na manhã desta segunda-feira (22), no auditório Sérgio Guerra da Assembleia Legislativa.
“O Governo não valoriza os servidores concursados porque conhecem seus direitos e não têm medo de lutar por eles. Porque enquanto os terceirizados não podem se expor e lutar por direitos, porque sabem que eles podem ser exonerados. Afinal, não se pode debater a valorização da educação sem envolver toda a categoria no debate. Eu estou aqui para dizer a vocês que não se deve tirar o regime de urgência desse projeto de lei, mas estou aqui para defender a retirada desse projeto até que ele seja construído em parceria com a categoria e toda a sociedade”, declarou.
O projeto 712/2023 exclui mais de 70% dos profissionais da educação, entre professores efetivos, aposentados, analistas e servidores administrativos, além de afetar o Plano de Cargos e Carreiras da Educação, desvalorizando o magistério, a licenciatura plena e a especialização. “Temos pressa pela valorização da educação e da categoria e meu último pedido neste momento é de que se não for retirado o caráter de urgência deste projeto, eu peço aos deputados e deputadas da ALEPE que votem contra ele porque essa é a reposta que temos de dar para a sociedade e para o Governo do Estado”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *