segunda-feira, abril 15

Eleições do Náutico são antecipadas para 12 de novembro

Comissão Eleitoral define datas e requisitos para o pleito que definirá os rumos do clube.

Náutico
Foto: Léo Lemos/CNC
Na tarde desta terça-feira (26), a Comissão Eleitoral do Náutico anunciou uma importante mudança no calendário eleitoral do clube, alterando a data das eleições que antes estavam previstas para dezembro. O pleito que decidirá quem assumirá o Executivo alvirrubro no biênio 2024/2025 e os 270 conselheiros para o quadriênio 2024/2027 agora ocorrerá no dia 12 de novembro. A votação será realizada das 8h às 17h, na sede social, nos Aflitos.
Para participar do processo eleitoral, as chapas interessadas devem se inscrever entre os dias 06 e 13 de outubro, seguindo os requisitos estabelecidos no Estatuto do clube. Candidatos ao Executivo precisam ter no mínimo 30 anos na data da inscrição da chapa, serem associados há pelo menos três anos, estarem em dia com suas contribuições há no mínimo dois anos, e não terem sido anistiados do pagamento de suas contribuições há pelo menos dois anos.
Uma das informações cruciais para os sócios é a lista dos aptos a votar, que será divulgada até o dia 11 de outubro pelo atual presidente do Executivo. Essa antecedência mínima de 30 dias para a eleição permitirá que os sócios verifiquem sua situação e regularizem eventuais pendências a tempo de participar do pleito. A lista estará disponível no quadro de avisos e no site oficial do clube.
Essa decisão de antecipar as eleições do Náutico surge após uma reunião extraordinária do Conselho Deliberativo, realizada na última quinta-feira (21). Durante a reunião, foram anunciados os novos nomes para a presidência e vice-presidência da Comissão Eleitoral. Joaquim Dias, subprocurador-geral da República, e Cláudio Borga, delegado da Polícia Civil, foram escolhidos para ocupar esses cargos, preenchendo as lacunas deixadas pelos juízes Leonardo Asfora e Lucas Coutinho.
A antecipação das eleições e a definição dos procedimentos demonstram o compromisso do Náutico em garantir um processo eleitoral transparente e justo, permitindo que seus associados exerçam seu direito democrático de escolher os futuros líderes do clube. Os próximos meses serão de intensa movimentação nos bastidores do Alvirrubro, à medida que as chapas se formam e os candidatos se preparam para a disputa que definirá os rumos da instituição nos próximos anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *