segunda-feira, junho 17

Eduardo Bolsonaro pode perder o mandato por comparar professores ‘doutrinadores’ com traficantes

Deputado fez a comparação durante manifestação pró-armas em Brasília

Foto: Reprodução

No domingo (09), durante marcha de grupo armamentista, em Brasília, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL) afirmou que os “professores doutrinadores” são piores do que os narcotraficantes, pois, segundo ele, causariam destruição na “instituição chamada família”.
O deputado Guilherme Boulos (PSOL-SP) disse que vai entrar com uma ação no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, contra Eduardo. “Esse insulto a todos os professores não pode ficar impune”, criticou Boulos em uma rede social. A indignação foi compartilhada com outros políticos de esquerda.
O Encontro Nacional pela Liberdade aconteceu quase seis meses após os atos golpistas do dia 8 de janeiro, quando apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro invadiram e vandalizaram o Planalto.
Na ocasião, Eduardo e outras figuras de extrema-direita, como o deputado Marcos Pollon (PL-MS), discursaram sobre as mudanças na legislação do Brasil, o porte de armas e a CPI do 8 de janeiro. A manifestação foi acompanhada pela Polícia Militar do Distrito Federal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *