segunda-feira, maio 27

Audiência Pública para discutir a violência contra as mulheres em Pernambuco tem data marcada

Foto: Américo Santos
Marcada para às 9h do próximo dia 25, a audiência pública Tolerância Zero para a Violência Contra a Mulher. A convocação foi uma iniciativa da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa, que tem a deputada Delegada Gleide Ângelo como presidente e as deputadas Socorro Pimentel (UNIÃO), Rosa Amorim (PT), Dani Portela (PSOL) e Débora Almeida (PSDB) como membros titulares.
“Enquanto delegada, gestora do Departamento de Polícia da Mulher, posso dizer a vocês que a rede está falhando. Os números são alarmantes: em nosso estado, pelo menos uma mulher é assassinada a cada 36h. São pouco mais de 100 dias do ano e já são mais de 70 mulheres mortas. Temos 15 delegacias especializadas, entretanto menos da metade funciona em tempo integral. De que adianta termos o discurso, sem ações efetivas? Aonde vamos parar?”, questiona a Delegada que, desde o inicio de sua nova legislatura na Casa Legislativa, tem encaminhado indicações ao Governo do Estado cobrando o funcionamento e a abertura das Delegacias da Mulher em tempo integral.
De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Defesa Social, desde o inicio do ano, foram feitos 12.784 registros de casos de violência doméstica, familiar e sexual em todo estado. Preocupada com as estatísticas crescentes e ciente do papel do legislativo, Gleide Ângelo também apresentou o projeto de lei Nº 310/2023, que determina a inserção de um representante titular da Comissão da Defesa dos Direitos da Mulher da ALEPE como integrante do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (CEDIM/PE) — “Todos os dias temos registros de mulheres sendo assassinadas, espancadas, violentadas. Está claro que a política de proteção às mulheres, assim como o trabalho do Estado e da sociedade estão falhando. É papel do legislativo fiscalizar o bom funcionamento do equipamento público. Os problemas já sabemos muito bem quais são. Agora, precisamos trabalhar pelas soluções. Por isso, convido a todos, executivo, municípios, organismos e associações e a sociedade civil em geral, para participar deste momento”, declara a deputada.
SERVIÇO
Audiência Pública — Tolerância Zero para a Violência contra a Mulher
Data: 25 de abril de 2023
Hora: a partir das 9h
Auditório Sérgio Guerra da Assembleia Legislativa — Rua da União, s/n – Boa Vista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *