segunda-feira, maio 27

22 milhões de pessoas estão no Serasa

 O conjunto das dívidas chega à R$ 107 bilhões 

Foto: Reprodução/Freepik

No Brasil, 59 empresas estão habilitadas a usar a modalidade de cartão de crédito, sendo que seis bancos (Itaú, Santander, Bradesco, Safra, Banco do Brasil e Caixa Econômica) entre o total possuem juntos 85% dos ativos bancários do país. 

Considerando que hoje o País tem 72 milhões de pessoas com o CPF negativado, e levando em conta que os bancos detêm 31% dessas dívidas, é perceptível que pelo menos 22 milhões de indivíduos estão incluídos no Serasa devido a débitos com bancos e administradoras de cartões. 

No entanto, esse setor alcançou esses números alarmantes devido à atual tendência das empresas de varejo em estabelecer suas próprias instituições financeiras, transformando os cartões de crédito das lojas, criados como programas de fidelidade em ferramentas de crédito. 

Além das lojas de varejo, outras financeiras começaram a oferecer crédito a segurados do INSS e quem passasse na rua aprovando o cadastro em minutos. O resultado dessa situação foi de R$ 107 bilhões no Serasa apenas pelos bancos e administradoras de cartões. Esse número não engloba os débitos que ainda estão nos balanços dos bancos e administradoras de cartão, com prazos que vão de 30 a 180 dias para acordo. 

Em janeiro, o presidente Lula lançou o Programa Nacional de Renegociação de Dívidas das Famílias com a marca de desenrola. Entretanto, o programa nunca foi lançado e na semana passada, o ministro Fernando Haddad fez um acordo com a Câmara Federal para mandar a MP como projeto de Lei.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *