terça-feira, maio 28

Tromboembolismo Pulmonar: uma ameaça silenciosa que tirou a vida de uma estudante de 22 anos

 A jovem chegou a ter sete paradas cardíacas no dia em que foi internada.

Samya Buscar, estudante de medicina de apenas 22 anos – Foto: Reprodução/Arquivo da família
O tromboembolismo pulmonar é uma condição preocupante que ocorre quando um coágulo sanguíneo se desloca e obstrui a passagem de sangue nos pulmões. Ficar em uma posição fixa por longos períodos, ter varizes, ser obeso ou fumante são fatores de risco associados a essa doença potencialmente fatal.

Na última quarta-feira (14), a trágica notícia da morte de Samya Buscar, uma estudante de medicina de apenas 22 anos, chocou a cidade de Goiás. Ela passou um mês internada devido a um tromboembolismo pulmonar. No dia em que foi internada, a jovem sofreu sete paradas cardíacas, mesmo sem ter qualquer doença preexistente ou fator de risco conhecido.

Quais são os sintomas?

Os sintomas do tromboembolismo pulmonar incluem falta de ar, taquicardia, insuficiência respiratória e insuficiência cardíaca.

Fatores de risco

A principal causa do tromboembolismo pulmonar é a formação de coágulos sanguíneos, e diversos fatores podem aumentar o risco dessa condição. O tabagismo, o uso de anticoncepcionais orais, o tratamento de câncer, a obesidade, o sedentarismo prolongado em uma única posição e a presença de varizes no corpo estão entre os principais fatores de risco identificados. Vale ressaltar que essa doença é geralmente incomum em pessoas jovens.

Qual é o tratamento?

O tratamento do tromboembolismo pulmonar ocorre em ambiente hospitalar e envolve a administração de oxigênio, analgésicos para controle da dor e anticoagulantes, a fim de evitar o crescimento dos coágulos existentes e prevenir a formação de novos. Em casos extremamente graves, pode ser necessária uma cirurgia de emergência para remoção do coágulo.

Como prevenir a doença?

Especialistas recomendam adotar um estilo de vida saudável. No caso de imobilidade prolongada, seja devido a uma cirurgia ou incapacidade física, é crucial tomar todas as precauções necessárias. Movimentar os membros inferiores regularmente é fundamental para evitar a imobilidade dos órgãos e reduzir o risco de trombose.

O tromboembolismo pulmonar é uma condição séria e que demanda atenção. Conhecer seus sintomas, fatores de risco e medidas preventivas pode ajudar a preservar vidas. Esteja ciente e tome cuidado para manter-se saudável e seguro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *