domingo, fevereiro 25

Tragédia em Camaragibe: Dois Policiais Militares Mortos em Tiroteio

Confronto durante abordagem deixa grávida e adolescente feridos e dois PM morto na Região Metropolitana do Recife.

Camaragibe
Foto: Reprodução
Uma noite que começou com uma ocorrência de disparos de arma de fogo no bairro de Tabatinga, em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife (RMR), terminou em tragédia na quinta-feira, 14 de setembro, com a morte de dois policiais militares em um intenso tiroteio. Além disso, uma grávida de 7 meses e um adolescente de 14 anos ficaram feridos durante o confronto.
Os policiais militares envolvidos na tragédia foram identificados como Rodolfo José da Silva, de 38 anos, e Eduardo Roque Barbosa de Santana, de 33 anos. Eles estavam em serviço e responderam ao chamado para atender à ocorrência na avenida Luiza de Medeiros, acompanhados por um terceiro policial.
Segundo as primeiras informações obtidas, os agentes estavam realizando uma abordagem a um grupo de pessoas que consumia bebida alcoólica na laje de uma residência. Durante a operação, um homem armado fugiu e desceu uma escadaria em alta velocidade. Os dois policiais, determinados a deter o suspeito, iniciaram uma perseguição que resultou em uma troca de tiros.
O cabo Rodolfo José da Silva foi atingido e imediatamente levado para um hospital em Camaragibe, sendo posteriormente transferido para o Hospital da Restauração (HR), localizado no bairro do Derby, na área central do Recife. Infelizmente, ele não resistiu aos ferimentos e veio a óbito enquanto recebia atendimento médico.
O soldado Eduardo Roque Barbosa de Santana, atingido por um tiro na cabeça, foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá, na Zona Oeste do Recife. No entanto, sua condição também se deteriorou rapidamente, e ele não sobreviveu aos ferimentos.
Além dos trágicos óbitos dos policiais, a troca de tiros resultou em ferimentos graves em uma mulher grávida de 7 meses e um adolescente de 14 anos. Ambos foram inicialmente levados para a UPA da Caxangá e posteriormente transferidos para o HR. As informações preliminares indicam que a mulher está em estado gravíssimo, e não há detalhes disponíveis sobre a situação de saúde do jovem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *