quarta-feira, julho 24

São João do Recife teve mais de 1,2 mil atrações

Emoções e tradições nordestinas marcaram o maior São João autêntico do Brasil, com mais de 1,2 mil apresentações em 14 polos pela cidade.

Alceu Valença em apresentação no enceramento das festas de São João do Recife.
Alceu Valença em apresentação no enceramento das festas de São João do Recife. Foto: Marcos Pastich

Em um período festivo que se estendeu por 20 dias, o Recife Junino, organizado pela Prefeitura do Recife. Não só celebrou, mas também consagrou-se como um dos maiores eventos culturais do Nordeste brasileiro. Com mais de 1,2 mil atrações distribuídas por 14 polos espalhados pela cidade. A festa destacou-se pela diversidade e pela intensidade das manifestações culturais típicas do São João.

O prefeito João Campos enfatizou a importância do evento não apenas como uma celebração festiva. Mas como um momento de valorização e fortalecimento das tradições locais. “Nosso São João foi um sucesso. Com cerca de 1.200 apresentações e 14 polos culturais. Incluindo o magnífico Sítio Trindade, vivenciamos uma verdadeira exaltação à nossa cultura, raízes e tradições”, ressaltou o prefeito.

Pátio de São Pedro - Xaxado Egídio - Edson Holanda - PCR Imagem
Pátio de São Pedro – Xaxado Egídio – Edson Holanda – PCR Imagem

Diversidade Cultural nos Palcos

Durante o ciclo junino, que começou em 11 de junho e culminou em festividades que encerraram no último dia 30. O Recife foi tomado por uma profusão de ritmos e manifestações culturais. Desde o tradicional forró pé de serra até danças como coco, ciranda e xaxado. Passando por concursos de quadrilhas juninas e homenagens aos santos padroeiros, a cidade respirou e celebrou a sua identidade cultural de forma vibrante e inclusiva.

Além das manifestações culturais, o Recife Junino também se destacou por sua preocupação ambiental. A Prefeitura, em parceria com cooperativas de catadores de materiais recicláveis, implementou uma estrutura para coleta e comercialização de resíduos recicláveis durante todo o evento. Com dois Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) e centenas de tonéis para o descarte adequado de lixo comum e reciclável. A iniciativa não apenas contribuiu para a limpeza dos espaços, mas também gerou oportunidades econômicas para os catadores locais.

Celebração e Memória Cultural

O Recife Junino de 2024 não foi apenas uma festa, mas um marco na memória cultural da cidade. Com uma programação diversificada e acessível, que atraiu não apenas moradores, mas também visitantes de todo o país. O evento reforçou o papel do Recife como um centro de resistência cultural e festiva no Nordeste brasileiro.

Para os próximos anos, a expectativa é de que o Recife Junino continue crescendo. E se consolidando como um dos mais importantes eventos juninos do Brasil. Mantendo viva a chama das tradições nordestinas e promovendo ainda mais inclusão e diversidade cultural em suas celebrações.

Em resumo, o Recife Junino de 2024 não apenas celebrou o São João. Mas também reafirmou o compromisso da cidade com suas raízes culturais e sua responsabilidade ambiental. Deixando um legado de alegria, diversidade e sustentabilidade para as futuras gerações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *