quarta-feira, julho 24

Reforma Tributária: Governadores dificultam processo de votação

Reunião em Brasília teve a presença de nove governadores

Foto: Rogério Santana/Governo do RJ
Em Brasília, noves governadores se reúnem para discutir as mudanças e tentar adiar a apreciação da PEC, prevista para acontecer até sexta-feira (07). Os chefes de poderes executivos estaduais não estão satisfeitos com a reforma tributária, o que gerou complicações na votação da proposta de emenda à Constituição na Câmara dos Deputados.
Ronaldo Caiado (União), governador de Goiás, é o único entre os 27 gestores que está totalmente contra a reforma. Ontem, ele esteve em reunião com deputados federais, na Câmara, para tentar convencê-los a rejeitar a PEC, por acreditar que as unidades da Federação estão prestes a perder autonomia com a junção de impostos no novo regime tributário
Durante reunião do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud) e do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), governadores apresentaram três contrapropostas para o relator do texto, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). O deputado não deu retorno a ação.
De acordo com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, os estados estão dispostos a negociar concessões. “Às vezes tem que definir um prazo para poder forçar, como está acontecendo aqui. Talvez se não consiga votar nesta semana, mas o importante é que todos estão se esforçando para estar aqui dando atenção para algo que é transformador para o Brasil”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *