domingo, fevereiro 25

Prefeitura do Paulista é Ré em ação por negligência no setor educacional durante a pandemia

Gestão de Yves Ribeiro é acusada de falta de planejamento e atraso na retomada das aulas presenciais.

Yves Ribeiro
Foto: Reprodução
A Prefeitura do Paulista está enfrentando uma ação que a acusa de negligência no setor educacional durante a pandemia da Covid-19. A denúncia foi apresentada pelo presidente do Sindicato dos Professores do Paulista (Sinprop), Gilberto Sabino, e coloca a administração do prefeito Yves Ribeiro (MDB) sob escrutínio público.
Representantes da gestão municipal estão programados para participar de uma audiência pública nesta sexta-feira (15), na qual deverão prestar esclarecimentos sobre o motivo pelo qual só retomaram as aulas na rede pública de ensino após terem sido provocados pelo Poder Judiciário. Paulista se tornou o último município pernambucano a garantir o retorno dos alunos às salas de aula, uma medida que prejudicou, principalmente, os estudantes do ensino fundamental.
O sindicato alega que a falta de ação por parte da gestão Yves Ribeiro durante a pandemia do novo coronavírus ficou evidente na ausência de um plano adequado por parte da Secretaria Municipal de Educação. Sabino ressaltou que, durante o período, a gestão chegou a oferecer mais vagas do que o sistema de ensino comporta, resultando na implementação de um sistema de rodízio de estudantes em unidades de ensino da rede.
“Por meses, o sindicato e a comunidade escolar têm denunciado essas irregularidades ao Ministério Público de Pernambuco”, contou Sabino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *