domingo, fevereiro 25

Polícia Federal faz operação contra suspeitos de abuso sexual infantil na Bahia e em São Paulo

Oito mandados de busca e apreensão são cumpridos nas cidades de Ilhéus, Itabuna, Tancredo Neves e São Paulo.

Polícia Federal
Foto: Polícia Federal/BA


Nesta quinta-feira (21), a Polícia Federal deu início à Operação Protetores da Infância, com o objetivo de intensificar as investigações contra suspeitos envolvidos em crimes de abuso sexual de crianças e adolescentes. Os indivíduos em questão são acusados de armazenar e disseminar arquivos, imagens e vídeos com conteúdo relacionado ao abuso sexual infantojuvenil pela internet.
Oito mandados de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça Federal e estão sendo cumpridos nas cidades baianas de Ilhéus, Itabuna e Tancredo Neves, além de São Paulo. Os crimes em apuração podem resultar em penas de até seis anos de reclusão, além de multas.
A Polícia Federal informou em nota que, após a análise pericial do material apreendido e a coleta de depoimentos dos envolvidos, será possível determinar a participação de cada um dos investigados nos crimes de armazenamento, transmissão e publicação de material relacionado ao abuso sexual infantojuvenil, bem como em outras práticas criminosas.
Como denunciar: A investigação está em curso no âmbito de inquéritos instaurados pela Delegacia da Polícia Federal em Ilhéus. Para auxiliar nas investigações e denunciar crimes relacionados a abuso sexual infantil, a Polícia Federal disponibilizou canais de comunicação. Denúncias podem ser feitas através do telefone, bem como pelo endereço de e-mail indicado.
Vale ressaltar que o canal de denúncia pode ser utilizado para reportar crimes de outras naturezas, não se limitando apenas à pornografia infantil. A Polícia Federal garante a preservação da identidade dos denunciantes, assegurando a confidencialidade das informações fornecidas. Denunciar é fundamental para a proteção das crianças e adolescentes e o combate a esses crimes graves contra a infância.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *