sábado, fevereiro 24

Polícia Civil de Pernambuco descobre furto de água em adutora no Agreste

Operação conjunta com a Compesa identifica ligações clandestinas e redução de abastecimento em municípios

Foto: Divulgação/SDS
A Polícia Civil de Pernambuco, em conjunto com a Secretaria Estadual de Recursos Hídricos e a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), descobriu o furto de água de uma adutora no Agreste do estado. O crime foi identificado durante uma operação denominada “Adutora”, que resultou na redução de 50% da capacidade de abastecimento entre os municípios de Brejo da Madre de Deus e Santa Cruz do Capibaribe.
A ação, que ocorreu na terça-feira (26), foi a 63ª Operação de Repressão Qualificada da Polícia Civil de Pernambuco neste ano. Foram cumpridos 32 mandados de busca e apreensão domiciliar expedidos pela Vara Única da Comarca de Brejo da Madre de Deus.
A operação teve início após a Compesa identificar ligações clandestinas de água na região. Os desvios de água levaram os moradores desabastecidos a contratar caminhões-pipa para abastecerem suas residências. As investigações começaram em maio deste ano, após um encaminhamento do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) à 1ª Vara Cível da Comarca de Santa Cruz do Capibaribe.
A operação contou com o apoio de 270 profissionais, incluindo a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros Militar, o Grupamento Tático Aéreo, além da Compesa e do Grupo Neoenergia. A Polícia Científica também ofereceu suporte às investigações, que contaram com o assessoramento da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco e do Centro Integrado de Inteligência de Defesa Social.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *