sexta-feira, abril 19

Pernambuco celebra 6 de março, Data Magna, rememora a revolução de 1817

Descubra o significado da Data Magna de Pernambuco, marcada pelo levante de 1817, e conheça os detalhes da escolha do feriado estadual.

Bandeira de Pernambuco simboliza a Revolução Pernambucana de 1817 — Foto: Reprodução/TV Globo
Bandeira de Pernambuco simboliza a Revolução Pernambucana de 1817 — Foto: Reprodução/TV Globo

Pernambuco, em sua peculiaridade, comemora anualmente a Data Magna em 6 de março, um feriado estadual que remete à Revolução Pernambucana de 1817. Instituído em 2017, o feriado garante aos pernambucanos um dia adicional de descanso, mas sua importância vai além do merecido repouso.

A Escolha da Data: Um Vínculo com a História

A Data Magna foi estabelecida em homenagem à Revolução Pernambucana de 1817, episódio que marcou a proclamação da independência da então capitania em relação a Portugal. Em uma consulta popular realizada em 2007 pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e pela Associação das Empresas de Radiodifusão de Pernambuco (Asserpe), o povo teve a oportunidade de escolher entre quatro datas significativas para o estado.

📲Siga o canal “Fala News” no WhatsApp

Outras Opções Consideradas na Votação:

  • 13 de janeiro de 1825, dia da execução de Frei Caneca, líder na Confederação do Equador;
  • 5 de outubro de 1821, data da Convenção de Beberibe;
  • 10 de novembro de 1710, Grito de República.

A escolha recaiu sobre 6 de março, em honra à revolta que declarou Pernambuco como república independente. Contudo, o reconhecimento oficial como feriado veio somente em 2017, durante as comemorações dos 200 anos da Revolução, proposto pelos então deputados estaduais Isaltino Nascimento e Terezinha Nunes.

📲Siga nosso perfil no Instagram

Comemorações Anuais e Ritual Solene

Desde então, a Data Magna é celebrada com um evento oficial, destacando o hasteamento solene da bandeira estadual no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo, e a colocação de uma coroa de flores no monumento dedicado aos heróis de 1817, na Praça da República, em Santo Antônio, no Centro do Recife.

Revolução Pernambucana de 1817: Uma Breve Retrospectiva

Também conhecida como a Revolução dos Padres, a revolta de 1817 uniu lideranças da Igreja Católica e da maçonaria em busca da independência de Pernambuco de Portugal. O levante começou em 6 de março, culminando na fuga do então governador para o Rio de Janeiro.

A junta de governo formada pelos rebeldes promulgou a liberdade de pensamento, direitos de cidadania e uma imprensa livre. A busca por apoio internacional levou à nomeação de Cruz Cabugá como embaixador enviado aos Estados Unidos.

Entretanto, a repressão portuguesa em maio de 1817 pôs fim à república independente. Como punição, Pernambuco teve seu território reduzido, perdendo a Comarca do Rio de São Francisco, inicialmente incorporada a Minas Gerais e depois à Bahia. Alguns líderes foram presos, e outros, como José de Barros Lima, o “Leão Coroado”, foram executados.

A Data Magna, além de celebrar o feriado estadual, convida a refletir sobre a resistência e lutas que moldaram a história pernambucana, reforçando a importância de preservar e compreender o passado para construir um futuro mais consciente e justo. 🎉🇧🇷

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *