sábado, fevereiro 24

Nível do Lago Guaíba em Porto Alegre atinge marca histórica de 3,17 metros

Maior registro desde 1941 coloca cidade em alerta para inundações devido ao inverno chuvoso.

Porto Alegre
Foto: Alex Rocha/PMPA
O nível do Lago Guaíba, em Porto Alegre, atingiu a marca preocupante de 3,17 metros nesta quarta-feira (27), ultrapassando em 17 centímetros o limite para transbordamento. Segundo informações da Prefeitura de Porto Alegre, essa é a maior marca registrada desde 1941, quando as águas alcançaram impressionantes 4,75 metros no centro histórico da cidade.
Vídeos gravados por moradores ilustram a situação crítica, com a água invadindo calçadas, ruas e avenidas, gerando preocupação nas comunidades afetadas.
Em resposta à crescente elevação do nível do lago, equipes da prefeitura foram mobilizadas para colocar sacos de areia na comporta 4 do Cais Mauá, a fim de conter o vazamento de água. A Defesa Civil estadual emitiu um alerta no início do dia, com validade de 24 horas, sobre o risco de inundação do lago.
A situação vem sendo monitorada desde segunda-feira (25), quando a prefeitura tomou a decisão de fechar preventivamente as comportas do Guaíba, visando evitar alagamentos na área central da capital gaúcha. Essas comportas, portões de aço estrategicamente posicionados, têm como finalidade barrar o avanço das águas.
O inverno em Porto Alegre se destacou como o mais chuvoso dos últimos 62 anos, com um total de 652,2 milímetros de precipitação, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Esse valor supera significativamente a média registrada entre 1991 e 2020, que foi de 435,5 mm, representando um excedente de 216,7 mm, aproximadamente 50% acima da média.
Esse inverno chuvoso marcou o terceiro mais chuvoso da história da capital gaúcha, ficando atrás apenas de 2020, com 677,9 mm, e de 1972, com 694,7 mm. Segundo o Inmet, foram contabilizados 31 dias com chuva igual ou superior a 1 mm.
A Defesa Civil do Rio Grande do Sul emitiu um alerta na quarta-feira (27) para 20 municípios do estado devido ao risco de inundações e outros danos decorrentes dos grandes volumes de chuvas previstos. A previsão inclui temporais, descargas elétricas, eventual queda de granizo, fortes ventos e uma grande quantidade de chuva, que pode alcançar até 100 milímetros, intensificando a preocupação com inundações e desastres. A população local está sendo orientada a seguir medidas de segurança e ficar atenta às atualizações dos órgãos responsáveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *