segunda-feira, junho 17

Motorista que atropelou criança de 5 anos obtém liberdade provisória

Justiça concede liberdade à motorista envolvida em acidente fatal; medidas cautelares são estabelecidas.

Atropelamento aconteceu dentro do condomínio Recanto do Sol, em Piedade, Jaboatão dos Guararapes. Foto- Reprodução-WhatsApp
Atropelamento aconteceu dentro do condomínio Recanto do Sol, em Piedade, Jaboatão dos Guararapes. Motorista responderá em liberdade. Foto- Reprodução-WhatsApp

Na manhã da quinta-feira (4), a Justiça decidiu conceder liberdade provisória à mulher de 25 anos motorista que atropelou um menino de 5 anos na noite de quarta-feira (3). O acidente ocorreu por volta das 18h50 no condomínio onde a vítima residia.🚨

O trágico episódio resultou na morte da criança durante o atendimento médico, e a motorista foi autuada em flagrante no local. Moradores afirmam que a condutora, além de estar acima da velocidade permitida, teria ultrapassado os 10 quilômetros por hora estabelecidos pelas normas do condomínio.

A acusação formal recai sobre homicídio culposo, conforme previsto no artigo 302 do Código de Trânsito Brasileiro. Tanto o Tribunal de Justiça de Pernambuco quanto o Ministério Público de Pernambuco concordaram com a concessão da liberdade provisória durante a audiência de custódia.

📲Siga o canal “Fala News” no WhatsApp

👩‍⚖️ Decisão Judicial e Medidas Cautelares

Em comunicado oficial, foram divulgadas as condições para a liberdade provisória da motorista. Entre as medidas cautelares estabelecidas, destacam-se:

  1. Não se ausentar de onde vive por mais de oito dias sem comunicação prévia: A condutora fica obrigada a permanecer em sua residência e comunicar qualquer ausência prolongada.
  2. Comparecer mensalmente ao Juiz Natural para comprovar suas atividades: A requerida deverá se apresentar mensalmente às autoridades judiciais, demonstrando suas atividades durante o período.
  3. Suspensão da Carteira Nacional de Condução: A motorista teve sua CNH suspensa como parte das medidas adotadas pelas autoridades.

A decisão judicial, embora conceda a liberdade provisória, impõe rigorosas condições para garantir o cumprimento das normas e a colaboração da condutora com o andamento do processo.

📲Siga nosso perfil no Instagram

🌐 Repercussão na Comunidade

O trágico acidente gerou comoção e debate entre os moradores do condomínio. A acusação de que a motorista estaria desrespeitando as normas de velocidade estabelecidas no local adiciona uma camada de tensão ao caso.

A comunidade agora espera que a investigação esclareça todos os detalhes do incidente e determine responsabilidades. A questão sobre a adequação das normas de trânsito no condomínio também se torna objeto de discussão.

🤔 Debate sobre Normas de Trânsito em Condomínios

O episódio levanta questões sobre a eficácia das normas de trânsito em ambientes residenciais. A necessidade de regulamentações mais rígidas ou de uma fiscalização mais eficiente se torna evidente diante de tragédias como essa.

Enquanto a justiça segue seu curso, a comunidade aguarda respostas e reflexões sobre como evitar futuros acidentes dentro do condomínio.

Em meio à tristeza da perda e à dor da comunidade, a imparcialidade se mantém como pilar na cobertura deste doloroso acontecimento, buscando respeitar todos os envolvidos e oferecer uma visão equilibrada dos fatos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *