domingo, julho 21

Lucinha Mota tomará posse como vereadora de Petrolina

Lucinha Mota assume vaga no lugar de Junior Gás do Avante. Após fraude nas eleições de 2020.

Lucinha Mota foi declarada vereadora de Petrolina — Foto: Reprodução / TV Grande Rio
Lucinha Mota foi declarada vereadora de Petrolina — Foto: Reprodução / TV Grande Rio

Lucinha Mota, atual Secretária de Justiça e Direitos Humanos do estado. Conquistou uma vitória significativa ao ser declarada eleita vereadora de Petrolina nesta quinta-feira, 19 de outubro. Ela assume o cargo, substituindo Júnior Gás (Avante). Cujo mandato foi cassado devido a uma fraude na cota de gênero nas eleições municipais de 2020.

O desfecho dessa história se desenrolou após a 83ª Zona Eleitoral de Petrolina conduzir o minucioso reprocessamento da totalização dos votos proporcionais das eleições de 2020. A contagem, que teve lugar no Fórum Eleitoral da cidade, foi um processo longo e aguardado. Inicialmente, Júnior Gás teve seu mandato invalidado no sistema que compõe os candidatos eleitos em 2020. Em seguida, procedeu-se à totalização dos votos de 36 candidatos aptos. Todo esse reprocessamento dos votos levou cerca de duas horas.

A justiça foi feita. Em 2020 a gente esperava esse mesmo resultado. Mas infelizmente houve uma fraude eleitoral. Que não permitiu que o candidato legítimo exercesse sua função na Câmara legislativa de Petrolina. Hoje, essa correção, de fato, foi realizada. Lutamos três anos na justiça para que isso acontecesse”, disse Lucinha Mota, expressando sua satisfação com a decisão.

No pleito municipal de 2020, Lucinha conquistou o apoio de 2.656 eleitores, concorrendo pelo PSOL. Nas eleições de 2022, quando tentou uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco, ela estava filiada ao PSDB, partido ao qual permanece leal.

O presidente da Câmara, vereador Aero Cruz (MBD), informou que a posse de Lucinha Mota será agendada após a notificação oficial. “Nós vamos agora aguardar a notificação. Conforme foi colocado pelo juiz eleitoral e pelo chefe do cartório, que vai nos notificar amanhã [sexta-feira]. Assim que chegar essa notificação, de pronto nós vamos providenciar a posse da nova vereadora Lucinha Mota e de pronto a gente já vai passar o gabinete para que ela possa dar início ao seu trabalho”, afirmou.

Lucinha Mota ganhou notoriedade devido à tragédia que acometeu sua família. Sua filha, Beatriz Angélica, com apenas sete anos. Foi brutalmente assassinada dentro do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina, no dia 10 de dezembro de 2015, durante a festa de formatura.

Desde então, Lucinha e seu marido, Sandro Romilton, têm travado uma batalha incansável em busca de justiça. No final de 2021, o casal protagonizou uma caminhada emocional e simbólica, percorrendo a distância de Petrolina até o Recife, com o objetivo de sensibilizar as autoridades para o caso. Pouco tempo depois, a polícia prendeu Marcelo da Silva, acusado de cometer o crime. Em novembro do ano passado, ele passou por audiência de instrução, mas até o momento, não há data definida para um possível julgamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *