domingo, julho 21

Presidente Lula destina R$ 600 milhões do Fundo Amazônia para cidades prioritárias

Anúncio ocorre no Dia da Amazônia, com medidas que incluem homologação de territórios indígenas e unidades de conservação

Lula
Foto: Ricardo Stuckert/PR
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou, na terça-feira (05), a alocação de 600 milhões de reais do Fundo Amazônia para municípios da região com o objetivo de intensificar o combate ao desmatamento e aos incêndios florestais.
A cerimônia no Palácio do Planalto, realizada em comemoração ao Dia da Amazônia, foi marcada por importantes medidas, entre elas a homologação de dois territórios indígenas, localizados no Acre e no Amazonas, além da criação de unidades de conservação em Roraima. Também foi assinado um decreto que altera as regras referentes à regularização fundiária em áreas sob jurisdição da União e do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).
Durante o evento, o presidente Lula destacou a alocação dos recursos do Fundo Amazônia como um passo crucial no enfrentamento dos desafios ambientais na região. Ele reiterou o compromisso assumido em seu terceiro mandato de atingir a meta de desmatamento zero até 2030 na Amazônia. Além disso, enfatizou que as forças policiais e militares terão um papel essencial na luta contra a ilegalidade na região.
“Vamos combater todo e qualquer tipo de ilegalidade para que o povo da Amazônia possa viver tranquilo e feliz”, afirmou o presidente.
Antes da cerimônia, Lula comemorou a redução significativa do desmatamento na Amazônia, informada pela ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva. “Estamos equilibrando e empurrando essa curva [de desmatamento] para baixo”, afirmou a ministra durante a cerimônia.
Segundo ela, o desmatamento na região teve uma diminuição de 66,1% em agosto, em comparação com o ano anterior. Marina também destacou que as ações do governo federal já estão resultando em uma desaceleração no ritmo de desmatamento no Cerrado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *