domingo, fevereiro 25

Lira afirma que PP agora é base de Lula na Câmara

Presidente da Câmara anuncia indicações do Centrão para comando da Caixa Econômica Federal

Arthur Lira
Foto: Ricardo Stuckert/PR
O presidente da Câmara, deputado federal Arthur Lira (PP-AL), revelou em entrevista ao jornal “Folha de S.Paulo” que o Partido Progressista (PP) e o Republicanos agora fazem parte da base do governo e que integrantes do Centrão serão indicados para cargos de destaque na Caixa Econômica Federal. Esse acordo faz parte da estratégia do governo para consolidar sua base aliada no Congresso Nacional.
Lira informou que, além do PP, outros partidos, como o União Brasil e o Republicanos, serão contemplados com indicações para o comando da Caixa. Até mesmo alguns deputados do PL, partido do ex-presidente Jair Bolsonaro, que é um dos principais opositores do presidente Lula (PT), deverão receber nomeações. De acordo com o deputado, esse acordo é fundamental para fortalecer a base do governo, principalmente na Câmara dos Deputados.
No início do ano, o Palácio do Planalto enfrentou dificuldades para aprovar projetos no Congresso, sendo necessário negociar com os deputados em cada projeto individualmente. Segundo a entrevista, Lira prevê que o governo agora terá o apoio de aproximadamente 340 a 350 deputados, o que seria suficiente para aprovar projetos de emenda à Constituição, por exemplo. No entanto, ele destacou a distinção entre “apoio político” e adesão completa ao projeto de governo petista.
Lira enfatizou que as indicações políticas para cargos no banco estatal não devem ser automaticamente consideradas negativas. Ele ressaltou a importância da transparência e responsabilidade na gestão dessas indicações e destacou que a exoneração será o primeiro passo em caso de irregularidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *