sábado, junho 22

Imigrantes clandestinos resgatados em leme de navio no Espírito Santo ainda não foram identificados

A Polícia Federal foi acionada por tripulantes do navio para fazer o resgate

Foto: Divulgação/PF

Na segunda-feira (10), quatro imigrantes clandestinos foram encontrados em navio com bandeira da Libéria que estava no litoral do Espírito Santos. Os tripulantes da embarcação perceberam as pessoas, durante troca de equipe, e acionaram a Polícia Federal (PF). As identidades dos homens ainda não foram confirmadas.
O navio saiu da cidade de Lagos, na Nigeria, no dia 27 de julho. O resgate foi feito pelo grupo marítimo da PF que, por causa da condição de saúde dos imigrantes, autorizou o desembarque condicional, eles permanecem em um hotel, bancado pela empresa responsável pelo navio, que pode ser multada e autuada, mesmo sem saber dos imigrantes.
“Todos foram resgatados pelo grupamento marítimo da PF em razão de suas condições precárias de saúde, e por motivos humanitários foi autorizado o desembarque condicional”, afirmou a Polícia.
Os imigrantes informaram à PF que são nigerianos, porém não possuem documentos que comprovem a nacionalidade. Em vídeo da abordagem, gravada pelos policiais, é possível escutar os agentes dizendo que dois dos homens não sabem nadar. O Núcleo de Polícia Marítima da PF (Nepom) ficou responsável pela custódia dos estrangeiros.
“Os estrangeiros foram conduzidos ao grupamento marítimo para identificação e procedimentos administrativos. Eles vão ficar sob custódia da agência mercantil do navio até a devolução compulsória a Nigéria”, comunicou o superintendente da Polícia Federal do Espírito Santo, Eugenio Ricas.
Os imigrantes percorreram cerca de 5,5 mil quilômetros, em 13 dia, no leme do navio que estava em alto mar. A embarcação esperou em Lagos antes de seguir seu destino ao Porto de Santos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *