segunda-feira, junho 17

Golpe do PIX: veja 4 dicas da Caixa para se proteger

Sistema de pagamento instantâneo é o meio de pagamento mais popular do País e tem sido alvo de criminosos

pix dicas
PIX vai ganhar reforço de segurança no Banco Central.Foto:Bruno Faiotto/Exame

O PIX, sistema de pagamento instantâneo do Banco Central, é o queridinho dos brasileiros e já é o meio de pagamento mais popular do País. A popularidade, no entanto, trouxe consigo uma companheira indesejada: a proliferação dos golpes financeiros via PIX.
As táticas variam, mas o objetivo é o mesmo: obter informações confidenciais ou convencer a vítima a fazer uma transferência para uma conta escolhida pelo grupo criminoso, que rapidamente retira o dinheiro. O método é a chamada “engenharia social”: manipulação psicológica para executar o crime.
Para ajudar o cliente a se proteger dos golpes, a Caixa apresentou uma cartilha com quatro dicas de proteção, elaborada por Renan Correia, gerente nacional de prevenção à fraude da Caixa. São elas:
Nunca clique em links enviados por desconhecidos. Desconfie de links enviados por e-mail, redes sociais, WhatsApp ou SMS, especialmente se solicitam atualização de dados, pagamento ou oferecem promoções tentadoras. Golpistas usam esses links para pegar informações pessoais ou infectar dispositivos com vírus.
Nunca forneça sua senha e desconfie de quem pede para você digitá-la em algum site ou solicita que você realize transações no app, pois isso pode ser uma tentativa de golpe. A Caixa não realiza esse tipo de procedimento.
Crie uma senha forte e única para cada conta. Evite utilizar informações pessoais óbvias, como datas de nascimento ou nomes de familiares.
Nunca forneça informações bancárias e caso receba alguma ligação verifique a autenticidade do contato. Confira o número da central de atendimento da Caixa no seu cartão ou no site e ligue para lá para confirmar se está falando com o banco.
As orientações servem também para clientes de outras instituições bancárias que buscam proteção contra os golpes realizados por meio do PIX.
Mudanças na segurança do PIX
O Banco Central anunciou que o PIX vai ganhar um reforço de segurança a partir do dia 5 de novembro.
São dois pontos principais. Em primeiro lugar, o BC vai disponibilizar campos específicos nas notificações de fraude para que as instituições indiquem qual o tipo de golpe, como como falsidade ideológica ou “conta laranja”, e também especifiquem o motivo da notificação em categorias como golpe, estelionato, invasão de conta e coação. A funcionalidade permite que as instituições financeiras façam uma marcação nas chaves PIX e nos usuários toda vez que houver suspeita de fraude na transação.
Outra mudança é a ampliação do conjunto de dados de segurança do PIX que ficam disponíveis para consulta das instituições. São dados analisados para evitar fraudes nas transações.

exame invest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *