segunda-feira, abril 15

Descentralização do Concurso Público Nacional Unificado busca diversidade no serviço público

Ministra da Gestão e Inovação, Esther Dweck, anuncia a descentralização visando inclusão de candidatos em todo o país; edital será divulgado na quarta-feira.

Esther Dweck, revelou em coletiva nesta quarta-feira (10) a descentralização do Concurso Público Nacional Unificado. Foto - Wilson Dias
Esther Dweck, revelou em coletiva nesta quarta-feira (10) a descentralização do Concurso Público Nacional Unificado. Foto – Wilson Dias

Em busca de construir um serviço público mais inclusivo, a ministra da Gestão e Inovação, Esther Dweck, revelou em coletiva nesta quarta-feira (10) a descentralização do Concurso Público Nacional Unificado. A medida visa ampliar a diversidade regional, possibilitando a participação de candidatos que enfrentam dificuldades em se deslocar até Brasília para realizar as provas. 🌎

Dweck destacou a importância de ter um serviço público que reflita a diversidade do Brasil: “Queremos o serviço público com a cara do Brasil. Já temos uma diversidade regional em Brasília, mas pode ser ampliada. Muitas vezes as pessoas precisam se deslocar para Brasília ou na melhor das hipóteses ir para as capitais.”

Conhecida como “Enem dos Concursos”, a seleção está programada para ocorrer em 220 cidades de todo o país em 5 de maio. Pela manhã, os candidatos enfrentarão a prova objetiva de conhecimento geral e a prova dissertativa com temas específicos. À tarde, será a vez da prova objetiva de conhecimentos específicos. 📚✒️

📲Siga o canal “Fala News” no WhatsApp

O edital do certame, previsto para ser publicado ainda hoje, contemplará um total de 6.640 vagas distribuídas entre 21 órgãos federais. As inscrições iniciarão em 19 de janeiro, estendendo-se até 6 de fevereiro. A taxa de inscrição será de R$ 60 para nível médio e R$ 90 para nível superior, realizadas exclusivamente no Portal Gov.br, apesar de a Fundação Cesgranrio ser a banca examinadora responsável. 💻💼

Destaca-se que a taxa de inscrição possibilita que os candidatos concorram a vagas em diferentes órgãos federais, desde que estejam dentro do mesmo bloco temático. Isenções serão concedidas a inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), doadores de medula óssea, bolsistas ou ex-bolsistas do Programa Universidade para Todos (Prouni) ou Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

📲Siga nosso perfil no Instagram

O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos estima a participação de 2 a 3 milhões de candidatos, sendo 5.948 vagas para nível superior e 692 para nível médio. Os salários variam de R$ 3,7 mil a R$ 23 mil. Os resultados finais serão divulgados em 30 de julho, iniciando as convocações e cursos de formação em 5 de agosto. 📆💼

Detalhes do Concurso:

Vagas:

  • Nível superior (graduação): 5.948
  • Nível médio: 692
  • Total: 6.640

Blocos temáticos:

  1. Infraestrutura, Exatas e Engenharia (727 vagas)
  2. Tecnologia, Dados e Informações (597 vagas)
  3. Ambiental, Agrário e Biológicas (530 vagas)
  4. Trabalho e Saúde do Servidor (971 vagas)
  5. Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (1.016 vagas)
  6. Setores Econômicos e Regulação (359 vagas)
  7. Gestão Governamental e Administração Pública (1.748 vagas)
  8. Nível intermediário (692 vagas)

Reserva de vagas:

  • 20% para pessoas negras
  • 5% para pessoas com deficiência
  • 30% para indígenas nos cargos para a Funai

Cronograma:

  • Inscrições: 19/01 a 09/02/2024
  • Divulgação dos dados finais de inscrições: 29/02/2024
  • Divulgação dos cartões de confirmação: 29/04/2024
  • Aplicação das provas: 05/05/2024
  • Divulgação dos resultados: 03/06/2024
  • Resultados finais: 30/07/2024
  • Convocações e cursos de formação: 05/08/2024

Inscrições:

  • Realizadas no Portal Gov.br
  • Taxa: R$ 60 (nível médio) e R$ 90 (nível superior)
  • Isenção para CadÚnico, doadores de medula óssea, bolsistas ou ex-bolsistas do ProUni ou Fies
  • Permitida uma inscrição por CPF

Escolha das vagas:

  • Candidatos podem concorrer a todos os cargos dentro do mesmo bloco temático
  • Etapas de escolha incluem preferências entre cargos e especialidades

Banca examinadora:

  • Fundação Cesgranrio

Provas:
Nível superior

  • Manhã: Provas objetivas de conhecimentos gerais (20 questões) + prova discursiva de conhecimento específico do bloco
  • Tarde: Provas objetivas de conhecimentos específicos (50 questões)

Nível médio

  • Manhã: Provas objetivas (20 questões) + redação
  • Tarde: Provas objetivas (40 questões)

O Concurso Público Nacional Unificado surge como uma oportunidade crucial para quem almeja ingressar no serviço público, promovendo diversidade e acessibilidade em todas as regiões do Brasil. 🌐💼

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *