segunda-feira, junho 17

Deputada Federal eleita, Clarissa Tércio, é investigada pelo STF por incitar atos golpistas

Além da deputada, também serão investigados André Fernandes (PL-CE) e Silvia Waiãpi (PL-AP)

Clarissa Tércio
Pastor Tércio, Deputada Federal eleita Clárissa Tércio e o Deputado Estadual eleito Pastor Júnior Tércio. Foto: Divulgação
Seis novos inquéritos foram instaurados para investigar os atos de teor golpista do último dia 8, em Brasília, quando bolsonaristas radicais depredaram as sedes dos Três Poderes. A determinação partiu do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).
Três dessas investigações têm como finalidade apurar, respectivamente, os autores intelectuais, os financiadores e os participantes dos atos gopistas e de vandalismo. Outras são para apurar a participação de deputados federais diplomados que incitaram os atos. Foram pedidos a Moraes abertura de inquérito contra André Fernandes (PL-CE), Clarissa Tércio (PP-PE) e Silvia Waiãpi (PL-AP).
Os pedidos para a abertura dos inquéritos foram feitos pela Procuradoria-Geral da República (PGR) nos últimos dias 11 e 12. As solicitações a Moraes foram feitas pelo subprocurador-geral da República Carlos Frederico Santos, coordenador do Grupo Estratégico de Combate aos Atos Antidemocráticos na PGR.
Santos justificou que é necessária a divisão da investigação para agilizar as apurações e a apresentação de denúncias nos casos em que ficarem comprovadas as práticas de crimes pelos suspeitos.
Folha PE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sair da versão mobile