segunda-feira, junho 17

Três médicos ortopedistas são mortos em possível execução na Praia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro

Tiroteio em quiosque deixa comunidade médica internacional em choque durante congresso na cidade.

Rio de Janeiro
Foto: Reprodução
Três médicos ortopedistas foram mortos e um ficou gravemente ferido em um tiroteio ocorrido na madrugada desta quinta-feira, 5 de outubro, em um quiosque na Praia da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. As vítimas estavam na cidade para participar do 6º Congresso Internacional de Cirurgia Minimamente Invasiva do Pé e Tornozelo, que teve início hoje.
De acordo com informações da Polícia Civil do Rio de Janeiro, o incidente ocorreu por volta de 0h59, quando um carro branco parou em frente ao quiosque onde os médicos estavam. Três homens vestidos de preto e armados com pistolas desceram do veículo e abriram fogo contra as vítimas à queima-roupa, efetuando pelo menos 20 disparos.
Três dos médicos, identificados como Diego Ralf Bomfim, Marcos de Andrade Corsato e Perseu Ribeiro Almeida, não resistiram aos ferimentos e morreram no local. O quarto médico, Daniel Sonnewend Proença, de 32 anos, foi levado com vida para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, onde está recebendo tratamento médico. Sua condição é considerada grave, e há expectativa de transferência para uma unidade particular.
Diego Ralf Bomfim, de 35 anos, era especialista em reconstrução óssea pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, e era irmão da deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP). Marcos de Andrade Corsato, de 62 anos, era diretor do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Perseu Ribeiro Almeida, de 33 anos, era especialista em Cirurgia do Pé e Tornozelo pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.
A Polícia Civil do RJ acredita que o crime possa ter sido uma execução, uma vez que nada foi levado do local e os criminosos chegaram atirando sem proferir palavras. O assassinato chocou a comunidade médica internacional que se reúne no Rio de Janeiro para o congresso de cirurgia minimamente invasiva.
O quiosque onde o tiroteio aconteceu estava localizado em frente ao Hotel Windsor, na Avenida Lúcio Costa, onde os médicos estavam hospedados para o evento. As investigações estão em andamento para identificar os responsáveis pelo ataque e esclarecer as circunstâncias que levaram a essa tragédia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *